Escopolamina: a 'droga mais assustadora do mundo'

Com suas flores brancas, seu formato de sino e perfume intenso, a flor estramônio costuma atrair muito a atenção de quem passa, e foi isso o que aconteceu no início de julho deste ano com a cantora canadense Rafaella Wayman. Ela só não sabia que a flor também é conhecida como "Hálito do Diabo", cujas sementes têm escopolamina.

Isolada pela primeira vez em 1880 por Albert Ladenburg, a substância pode causar fortes alucinações, tontura, taquicardia, vômitos, garganta seca, cessação da produção de qualquer saliva e sudorese, e outros efeitos.

Passado controverso

(Fonte: Depositphotos/Reprodução)(Fonte: Depositphotos/Reprodução)

A década de 1920 foi o momento em que a escopolamina mais foi usada por médicos e agências governamentais, principalmente como “soro da verdade”, igual Josef Mengele fez durante a Alemanha nazista da Segunda Guerra Mundial. O uso desenfreado se consolidou durante a Guerra Fria, com os Estados Unidos e a União Soviética usando a droga para interrogatórios.

A escopolamina se popularizou a ponto de os criminosos fazerem uso dela para realizar sequestros e roubos, visto que provoca a inibição dos sentidos e transforma as pessoas em uma espécie de zumbi, respondendo a qualquer tipo de ordem.

A substância era extraída do estramônio, transformada em pó e misturada em bebidas ou encapsuladas em pílulas. Em alguns casos, os criminosos sopravam no rosto da vítima para obter um efeito cooperativo no momento de extorsões, agressão sexual e outros tipos de crimes.

"Quando eu costumava dar para as pessoas a substância em experimentos, elas odiavam. Sempre reclamavam que deixava a boca muito seca e fazia as pupilas contraírem à exaustão", disse Val Curran, professor de farmacologia da Universidade de Farmacologia Clínica da UCL, em entrevista ao The Guardian.

(Fonte: The Sun/Reprodução)(Fonte: The Sun/Reprodução)

Com relação ao efeito "zumbi" que a escopolamina causa, Curran disse que ela incapacita a pessoa porque provoca uma sonolência tão grande que causa um leve período de amnésia. No entanto, o especialista afirma que o efeito pode ser o mesmo com grandes doses de álcool, drogas comuns e benzodiazepínicas.

O Conselho Consultivo de Segurança Ultramarina dos Estados Unidos alerta os viajantes de Quito, Equador, sobre os perigos de serem vítimas de um ataque com escopolamina. Há "estimativas não oficiais" de 50 mil incidentes com a substância na capital todos os anos.

O Dr. Les King, químico e ex-cientista forense, afirma não haver evidências suficientes de que seja possível uma pessoa ficar "zumbificada" com pó de escopolamina sendo jogado em seu rosto. Sobre os incidentes em Quito, o Centro Europeu de Monitoramento de Drogas e Toxicodependência nunca fez menção de a substância ter sido usada dessa forma atualmente. 

Presente em medicamentos como o Buscopan, a escopolamina é usada contra enjoo, náusea e como um antiespasmódico. Para muitos, a substância é considerada "a droga mais assustadora do mundo".

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.