Qual é a diferença entre energia renovável, sustentável e limpa?

Quando o assunto é sustentabilidade, podemos facilmente nos confundir ao discutirmos sobre o tema energia renovável, sustentável, limpa ou até mesmo verde. No fim das contas, todos os termos se intercalam de alguma forma, mas não necessariamente têm o mesmo significado o tempo todo.

Enquanto muitas coisas se sobrepõem, existem diversas diferenças sutis que podem ter efeito no meio ambiente e na maneira que o governo atua nos meios de produção. Por isso, precisamos entender completamente qual é a diferença entre esses nomes para termos certeza de que estamos usando uma energia renovável limpa e que ajude na redução de carbono no mundo.

O que é energia limpa?

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

A definição de energia limpa é utilizada para todo tipo de energia que libera quantidades minúsculas ou praticamente zero de radiação, dióxido de carbono e qualquer tipo de contaminante químico para a atmosfera do planeta. Alguns exemplos claros disso são as energias solar e eólica

Outros tipos de energia que entram para o grupo das energias limpas são a geotérmica, hidrelétrica e biomassa. Todas elas são consideradas "benéficas" para o meio ambiente, mas isso não as torna automaticamente renováveis, ou seja, por mais que uma energia faça bem ao mundo, é possível que o seu uso se torne impraticável algum dia.

Energia renovável, em teoria, é para ser algo inesgotável e que contenha uma fonte contínua de energia. Entretanto, existem diversos casos de energias renováveis que emitem algum grau de poluente que as impede de serem consideradas limpas. Por isso, precisamos prestar atenção para os detalhes. 

O que é a energia sustentável?

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Em detrimento ao conceito de energia renovável e limpa, também precisamos abordar o significado de energia sustentável, que é basicamente utilizado para os tipos de energia que são utilizados em uma quantidade e velocidade nas quais a natureza seja capaz de repô-la — criando um equilíbrio entre produção e consumo de energia.

As usinas hidroelétricas, por exemplo, utilizam o potencial hidráulico de rios e da força da água para gerar energia. Muitos podem pensar que a água, por mais que seja um recurso abundante, faria com que esse fosse um tipo de energia sustentável. Porém, as usinas podem impactar severamente o meio ambiente, mudando o curso de um rio e causando prejuízos à fauna e à flora. 

A energia solar e a eólica podem ser consideradas sustentáveis desde que sejam desenvolvidas com um planejamento que envolva uma visão integrada entre economia, meio ambiente e compreensão social. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.