232
Compartilhamentos

Artefatos milenares são encontrados em estômago de crocodilo

Artefatos produzidos há milhares de anos foram encontrados no estômago de um crocodilo capturado no dia 2 de setembro, no estado do Mississipi (Estados Unidos). De acordo com a CNN, os objetos estavam em meio a ossos e escamas de peixes, pedras, dentes e ossos de pequenos mamíferos, entre outros itens engolidos pelo animal.

Responsável por descobrir os dois artefatos enquanto processava a pele e a carne do animal de 4 metros, o proprietário de uma loja de artigos de caça Shane Smith não conseguiu identificar o que eram os artigos. A princípio, ele pensou se tratar da ponta de uma ferramenta de caça e de uma isca de pesca.

Em busca de ajuda, Smith postou fotos dos objetos no Facebook e contou a história, informando que eles haviam sido encontrados no corpo do réptil. Dessa forma, ele conseguiu chegar ao geólogo James Starnes, que visualizou as imagens e foi capaz de identificá-los.

(Fonte: Instagram/Red Antler Processing)(Fonte: Instagram/Red Antler Processing)

Conforme o especialista, os itens encontrados no estômago do crocodilo são um prumo, feito de metal e em forma de lágrima, cujo uso é desconhecido, e uma “ponta de dardo atlatl”, que serve como lança ou dardo. Tais objetos teriam pertencido a nativos americanos que viviam no Delta do Rio Mississipi há 12 mil anos.

Antecedendo o arco e a flecha

Starnes explicou ainda que o prumo, feito de hematita, pode ter origem em lugares distantes dali, como a região dos Grandes Lagos, na divisa entre EUA e Canadá, sendo produzido entre 1.000 e 2.000 a.C. Já a ponta de dardo atlatl teria sido parte de outro tipo de ferramenta de caça.

Para ele, as armas que contavam com os dois objetos foram produzidas “antes do advento dos arcos e flechas na América do Norte”. Essa tecnologia era transportada pelos nativos americanos durante seus deslocamentos pela região, há milhares de anos.

(Fonte: Facebook/Red Antler Processing)(Fonte: Facebook/Red Antler Processing)

Embora tenha descoberto o que eram os artefatos, o especialista não resolveu outro mistério: como os objetos foram parar no estômago do animal, cuja idade foi estimada entre 80 a 100 anos?

A explicação mais plausível é que eles tenham sido expostos após algum alagamento e o crocodilo, esfomeado, não deixou de engoli-los pensando se tratar de comida.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.