Seja o primeiro a compartilhar

O que aconteceria se todas as vespas desaparecessem?

Principalmente quando chega o verão, as vespas se tornam um verdadeiro pesadelo para os seres humanos. Se não bastasse seu forte zumbido, essas criaturas carregam um potente ferrão que pode causar um estrago nas pessoas — sobretudo naqueles que são mais alérgicos.

Porém, mesmo que sejam universalmente odiadas, as vespas são incrivelmente importantes para as nossas vidas, tanto em questões econômicas quanto em questões de meio ambiente. Portanto, precisamos nos perguntar: o que seria da Terra sem esses fascinantes insetos? Entenda mais durante os próximos parágrafos.

Importância das vespas

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Caso as vespas não existissem ou fossem extintas, o planeta estaria infestado de pragas em proporções catastróficas e com biodiversidade extremamente reduzida. Esses animais são um bem natural para o nosso mundo, fornecendo um "serviço gratuito" para a nossa economia, sociedade e ecologia.

Em geral, vespas podem ser encontradas em todos os cantos da Terra. Atualmente, existem mais de 110 mil espécies identificadas e estima-se que pelo menos mais 100 mil esperam para serem descobertas. De acordo com estudos feitos nos últimos anos, cerca de 186 novas espécies surgiram em um pequeno canto da floresta tropical da Costa Rica.

Para métodos de comparação, existem apenas cerca de 5,4 mil espécies de mamíferos e 14 mil espécies de formigas registradas por aí. As vespas são divididas em dois grupos predominantes: os Parasitica, vespas que depositam ovos em presas ou plantas, e as Aculeates, vespas predadoras e com ferrões mais proeminentes.

Contribuições para o mundo

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Independente se estamos falando das vespas parasitas ou das vespas predadoras, ambas possuem um enorme impacto na abundância dos artrópodes, o maior filo do reino animal e que inclui criaturas como aranhas, ácaros, insetos diversos e centopeias. Essas criaturas estão no topo da cadeira alimentar dos invertebrados.

Justamente por ajudarem na regulação das populações dos artrópodes carnívoros e herbívoros, as vespas protegem espécies e plantas de outros invertebrados. Esta regulação, por sua vez, pode ser vista como a função mais importante dessas criaturas para o planeta.

Um único ninho de vespas, que chega a ter 10 mil larvas em um ciclo de reprodução, oferece um enorme retorno em termos de serviços ecossistêmicos, matando predadores que devorariam plantações inteiras em pouquíssimo tempo. Além disso, as vespas tendem a atacar uma ampla variedade de espécies, mas dificilmente eliminar uma única espécie por vez. Logo, minimizam a necessidade de pesticidas na agricultura e não gera riscos para a biodiversidade local.

Mundo sem vespas

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Assim como as abelhas, as vespas também são polinizadores generalistas, transferindo o pólen entre as flores que visitam para coleta de néctar. Porém, se suas parentes são vistas como criaturas importantes para o mundo, o trabalho das vespas no mesmo setor é frequentemente ignorado.

Portanto, antes de pensarmos em odiá-las, devemos considerar todos os benefícios que elas geram para nossas vidas. As vespas protegem nossas plantações, fazem ecossistemas prosperarem, desenvolvem flores e podem até mesmo serem usadas por cientistas para combater doenças.

Dessa forma, em vez de pensarmos em eliminá-las toda vez que cruzamos o caminho de uma vespa, na verdade deveríamos estar agradecendo pela maravilhoso trabalho que elas fazem anonimamente.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.