Seja o primeiro a compartilhar

Mandíbula de mamute gigante de 10 mil anos é descoberta por caçador de fósseis na Flórida

A Flórida é um estado norte-americano conhecido por suas praias deslumbrantes e clima tropical, mas também esconde segredos fascinantes no leito de seus rios. Recentemente, o caçador de fósseis John Kreastoulas mergulhou nas águas infestadas de crocodilos do rio Peace e fez uma descoberta notável: uma mandíbula de mamute incrivelmente rara e intacta, com cerca de 10 mil anos.

Essa revelação não apenas adiciona mais um capítulo à rica história da região, mas também destaca a Flórida como um ponto de referência para a pesquisa paleontológica.

A descoberta única

(Fonte: Fossil Junkies/Reprodução)(Fonte: Fossil Junkies/Reprodução)

John Kreastoulas, desde a infância fascinado por fósseis, é líder da organização Fossil Junkies Dig and Dive Charters, que em livre tradução significa “excursões de escavação e mergulho para viciados em fósseis”. Por meio dela, ele proporciona a caçadores amadores experiências únicas de busca por tesouros pré-históricos. A descoberta da mandíbula de mamute não apenas coroou sua paixão, mas também evidenciou a riqueza fossilífera dos rios da Flórida.

Mergulhando nas águas do rio Peace, Kreastoulas teve um encontro próximo com um crocodilo, destacando os perigos de sua busca intrépida. No entanto, sua concentração na caça por fósseis o levou à descoberta da enorme mandíbula fossilizada.

A mandíbula, que pesa cerca de 60 kg, foi encontrada junto a um conjunto de molares. Embora a idade exata do mamute não seja conhecida, estima-se que tenha cerca de 10 mil anos, alinhando-se ao período de extinção dessas majestosas criaturas. Kreastoulas planeja restaurar a mandíbula, adicionando um novo capítulo à história pré-histórica.

A Flórida como centro de pesquisa fóssil

Cemitério de fósseis em Montbrook. (Fonte: Kristen Grace/Museu da Flórida/Reprodução)Cemitério de fósseis em Montbrook. (Fonte: Kristen Grace/Museu da Flórida/Reprodução)

Esta descoberta não está isolada. A Flórida tem se revelado como um local fantástico para a pesquisa de fósseis. No ano anterior, os pesquisadores encontraram um cemitério de Gomphotherium, antigo parente do elefante, em Montbrook. Essas descobertas sugerem que a região guarda segredos enterrados há muito tempo e continua sendo um terreno fértil para desvendar mistérios do passado.

A descoberta da mandíbula de mamute por John Kreastoulas não apenas adiciona um fascinante capítulo à história da Flórida, mas também destaca a importância da região como um centro de pesquisa fóssil. O trabalho incansável dos caçadores de fósseis, como Kreastoulas, revela os segredos pré-históricos escondidos nas águas dos rios da Flórida. Após a mandíbula ser restaurada e exposta, ela continuará a contar a história dos mamutes que vagavam pela América do Norte durante o Pleistoceno, solidificando a Flórida como um tesouro para os entusiastas e pesquisadores de fósseis.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.