Se sentindo bravo e nervoso? Experimente diminuir a intensidade da luz
33
Compartilhamentos

Se sentindo bravo e nervoso? Experimente diminuir a intensidade da luz

Último Vídeo

Sabe aquele momento em que estamos bravos, irritados e nervosos, ou seja, com a cabeça quente demais para tomar qualquer decisão sensata? Nessa hora, a melhor coisa que podemos fazer para nos acalmar é recorrer a um ambiente com pouca luz.

Pode parecer estranho, mas as pesquisadoras Alison Jing Xu, da Universidade de Toronto, no Canadá, e Aparna Labroo, da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, realizaram uma série de testes que comprovaram que ambientes muito iluminados contribuem para que os humores fiquem à flor da pele — ou seja, as chances de ficar irritado só aumentam.

No mesmo estudo, as cientistas descobriram que lugares muito claros estimulam nosso desejo por comidas apimentadas e aumentam nossa percepção da agressão e da atração pelos outros, além de gerar reações emocionais mais extremas com relação a palavras e alimentos.

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Claro x escuro

Não é que os ambientes bem iluminados estimulem apenas nossos sentimentos negativos. O estudo realizado por Xu e Labroo sugere que as emoções – tanto positivas quanto negativas – aumentam na presença de muita luz.

Em outras palavras, nossas mentes associam a luz com o calor. Dessa maneira, a percepção do calor físico estimula emoções mais fortes. O resultado disso é que a intensidade da luz está diretamente relacionada à intensidade dos sentimentos.

Isso significa que um ambiente claro e bem iluminado pode ser ideal para um encontro romântico, mas se apresenta bastante problemático para situações que pedem reações amenas e decisões bem pensadas. Por mais inocente que pareça, as cientistas apontam que o simples ato de diminuir a intensidade da luz pode reduzir as emoções e favorecer algumas reações durante o dia.

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Meia-luz

Levando em consideração os resultados encontrados pelas pesquisadoras, conferências políticas, negociações de divórcio e conciliações seriam o tipo ideal de ocasião que tirariam vantagem de ambientes com pouca luz.

“Nossas descobertas sugerem que uma maneira simples de fazer com que as pessoas sejam menos emocionais é diminuir a intensidade da luz”, escreve Xu no relatório que foi publicado no periódico Journal of Consumer Psychology.

As pesquisadoras ainda lembram que boa parte das nossas decisões é tomada em ambientes iluminados e, como resultado, “elas estão sujeitas a serem emocionalmente impactadas por isso”. Então você já sabe: quando quiser esfriar a cabeça e fazer a coisa certa, basta diminuir as luzes e esperar seus ânimos se acalmarem.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.