Drops Históricos #019: Sua dose semanal de História aqui no Mega

Drops Históricos #019: Sua dose semanal de História aqui no Mega

Último Vídeo

Se procurar com calma, você vai descobrir que todos os dias do ano marcam um evento importante de um conflito bélico internacional. Nesta semana, não será diferente. É precisamente no final da primeira semana de agosto e no início da segunda que se concentram dois grandes episódios da Segunda Guerra Mundial: as bombas atômicas lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki.

Esse e outros fatos que marcaram a humanidade você confere aqui na coluna Drops Históricos, em sua dose semanal de História!

6 de agosto

1945: Primeira bomba atômica é lançada sobre Hiroshima

A Segunda Guerra Mundial já se estendia por 6 anos, isso sem contar os conflitos que a precederam, e o mundo estava em ebulição, mas as pessoas já estavam cansadas do clima de batalha. Mas foi nos últimos meses da maior disputa que a Terra já viu que aconteceram dois dos episódios mais nefastos de toda a História até hoje.

No dia 6 de agosto de 1945, o avião B-29 Enola Gay lançou a bomba atômica Little Boy sobre Hiroshima, no Japão. A potência da bomba foi tão grande que praticamente varreu a cidade japonesa do mapa. Cerca de 70 mil pessoas morreram como efeito direto da explosão, e outras 70 mil faleceram nos dias seguintes, por conta dos efeitos da radiação – a mesma que por décadas gerou casos de câncer e deformações nos moradores da região.

Três dias depois, os Estados Unidos lançaram a segunda bomba, Fat Man, dessa vez sobre Nagasaki. Menor, mas muito mais potente do que a primeira, essa explosão tirou a vida de 40 mil japoneses instantaneamente, e mais 25 mil morreram em decorrência da bomba.

7 de agosto

2006: Lei Maria da Penha é sancionada

Uma em cada cinco mulheres brasileiras já sofreu algum tipo de violência cometida por um homem, sendo que a doméstica – aquela que parte do companheiro, do pai ou dos irmãos – é a mais comum. A cada 2 minutos, cinco mulheres são espancadas, sendo que em 80% dos casos o agressor é o companheiro. Esses dados são resultado de uma pesquisa divulgada em 2010 pelo SESC em parceria com o Instituto Perseu Abramo e mostram o quanto a violência contra a mulher ainda é um tema que precisa ser discutido.

Desde 2006, no entanto, as mulheres têm ao menos um recurso para tentar se proteger: a Lei Maria da Penha. Para que ela fosse sancionada, no entanto, foi preciso que uma mulher conhecida e respeitada publicamente na sociedade sofresse danos irreparáveis sobre sua vida e saúde. 

Em 1983, Maria da Penha Maia Fernandes foi baleada pelo então marido Marco Antônio Heredia Viveiros enquanto dormia. Por conta disso, ela perdeu o movimento das pernas e, em vez de conseguir fugir, foi mantida por ele em cárcere privado por um período em que foi seguidamente violentada e sofreu uma nova tentativa de assassinato – Viveiros tentou eletrocutar a esposa.

Foi somente depois dessas repetidas agressões que ela conseguiu fugir, levando as três filhas, e procurar apoio judicial. Somente mais de duas décadas depois de ser baleada, após lutar junto a comitês e institutos de sua cidade, no Ceará, foi que ela conseguiu que um Projeto de Lei fosse feito com o objetivo de coibir a violência doméstica. Foi assim que, em 7 de agosto de 2006, a Lei nº 11.340 foi assinada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

8 de agosto

1709: O padre brasileiro Bartolomeu de Gusmão inventa o balão de ar quente

Em 2008, o padre Adelir Antônio de Carli ficou conhecido como o Padre dos Balões, depois de tentar um voo malsucedido sobre o oceano Atlântico em seus balões de ar. Mas essa não foi a primeira vez que um sacerdote se fascinou por esses brinquedinhos. Na verdade, em 1709, outro religioso brasileiro era tão encantado com a ideia de sair voando que inventou o balão de ar quente. Seu nome era Bartolomeu de Gusmão, e ele era de Santos, São Paulo.

Ele já havia patenteado em abril de 1709 um objeto voador que utilizava ar quente para se mover, mas em agosto o padre Bartolomeu apresentou sua invenção à corte portuguesa, em um período em que morou em Lisboa.

A passarola, como ficou conhecido seu invento, é composta por asas, esferas de metal, agulhas, roldanas e velas, além de lemes para se guiar no ar.

9 de agosto

1974: O caso Watergate leva à renúncia do presidente dos Estados Unidos

A participação da imprensa na política vinha sendo discutida desde que jornais, rádio e TV ganharam importância e alcançaram as grandes massas. Mas foi em 1974 que a influência desses meios ficou evidente, com o caso Watergate, um dos mais emblemáticos da política norte-americana.

Durante as eleições presidenciais do país em 1972, cinco pessoas foram presas durante um atentado à sede do Comitê Nacional Democrata, que ficava em um prédio do complexo Watergate, na capital Washington. Nesse período, dois repórteres do The Washington Post, Bob Woodward e Carl Bernstein, iniciaram uma investigação sobre o envolvimento da Casa Branca com tais atentados e passaram a receber informações de um informante secreto, apelidado no país de Garganta Profunda.

As informações que chegavam por ele eram tão apuradas que, com sua ajuda, os jornalistas conseguiram obter documentos censurados pelo governo, o que obrigou o presidente Richard Nixon a passar por um processo de investigação formal e fez com ele tivesse que renunciar à presidência, no dia 9 de agosto de 1974.

A identidade do Garganta Profunda permaneceu secreta por várias décadas e só foi revelada em 31 de maio de 2005: era o ex-vice-presidente do FBI, Mark Felt.

10 de agosto

1846: Elias Howe patenteia a máquina de costura

Foi durante a Revolução Industrial que uma modernização da indústria têxtil fez com que as produções voltadas ao vestuário se tornassem muito mais fáceis. No dia 10 de agosto de 1846, o estadunidense Elias Howe patenteou o primeiro equipamento que realizava costuras com ponto reto.

Embora já houvesse alguns mecanismos para facilitar a vida de quem trabalhava com costura, essa foi a primeira máquina focada em ponto reto.

11 de agosto

1827: Cursos de Direito são fundados no Brasil

Até o ano de 1827, quem quisesse estudar Direito precisava ir para outros países, e o destino costumava ser Portugal. Contudo, em 11 de agosto daquele ano, o imperador D. Pedro I fundou duas faculdades voltadas a formar advogados: Faculdade de Direito em São Paulo e Faculdade de Direito do Recife, em Olinda.

Não à toa, o dia 11 de agosto é também considerado o Dia do Advogado no Brasil, além de marcar a data de outra tradição incrível do país: o Dia do Pendura! Tradicionalmente, estudantes de Direito de várias universidades brasileiras se dirigem coletivamente a restaurantes, almoçam e saem sem pagar, pedindo que o gerente "pendure" a conta. A pegadinha já rendeu várias confusões país afora.

12 de agosto

1981: Lançado primeiro computador pessoal com MS-DOS

Desenvolvido por 12 engenheiros e projetistas da IBM, o IBM 5150 é considerado o pai dos hardwares de uso pessoal e, embora não tenha sido o primeiro com o conceito, foi ele quem firmou a nomenclatura de microcomputador ou PC.

O principal objetivo da marca com seu lançamento era concorrer com os computadores domésticos da Apple, que na época já faziam sucesso. De fato, isso foi alcançado, principalmente por conta da acessibilidade da máquina para escritórios e empresas, já que ele não era tão caro.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.