Cara construiu prédio só para bloquear vista para o mar do irmão

Cara construiu prédio só para bloquear vista para o mar do irmão

Último Vídeo

O prédio que você pode ver na imagem a seguir foi construído na década de 50, em Beirute, no Líbano, e consiste no edifício habitável mais estreito da cidade – medindo míseros 60 centímetros na parte mais “fina” e 4 m na mais larga. E por que alguém se daria ao trabalho de erguer uma obra dessas? Por pirraça, caro leitor. Por pura pirraça! Veja abaixo:

(Fonte: Bored Panda / Sandra Rishani / Reprodução)?????

Picuinhas

De acordo com Andželika Jaseviciute, do site Bored Panda, o prédio é conhecido pelos habitantes locais como “Al Ba’as” – ou “O Rancor” – e foi erguido depois de uma briga entre irmãos. Os 2 caras receberam o terreno como herança, mas não conseguiam entrar em um acordo sobre o que construir no espaço. Para piorar, uma das metades da área acabou sendo dividida por conta de alguns projetos de infraestrutura da prefeitura, o que terminou por deixar o terreno com um formato meio estranho, prejudicando um dos sujeitos.

(Fonte: Bored Panda / Sandra Rishani / Reprodução)

Então, como um ficou com mais espaço e conseguiu construir uma edificação melhor – com alto potencial de valorização imobiliária –, o outro, por birra, ergueu o “prédio-paredão” só para obstruir a vista para o mar do irmão e fazer o cara perder dinheiro. E não foi só isso! Ademais de tapar o outro edifício, a construção abrigou um bordel para irritar o irmão e reduzir ainda mais o valor de seu imóvel.

(Fonte: Bored Panda / Sandra Rishani / Reprodução)

Segundo Andželika, anos mais tarde, o prédio passou a servir de lar para famílias de refugiados de guerra e, hoje em dia, embora conte com 2 apartamentos por andar (por incrível que pareça), o edifício se encontra desabitado e se tornou uma espécie de monumento ao que a pirraça, a birra, o rancor e as picuinhas entre irmãos podem causar.

(Fonte: Bored Panda / Sandra Rishani / Reprodução)

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.