Seja o primeiro a compartilhar

5 alimentos que você não deve reaquecer no micro-ondas

Você é do tipo de pessoa que usa seu micro-ondas para tudo? Desde lasanha congelada a fazer bolos de caneca, esse é um eletrodoméstico com múltiplas funcionalidades e que pode ser uma verdadeira mão na roda em termos de praticidade e agilidade no dia a dia.

Porém, experientes usuários já sabem muito bem certos materiais, como o alumínio, deveriam passar muito longe de um micro-ondas — pelo bem da sua saúde física. Mas em relação aos alimentos, existe algum ingrediente que seja contraindicado para aquecer em tal aparelho? A resposta é sim! Veja só cinco comidas que você não deveria reaquecer no seu micro-ondas em hipótese alguma. 

1. Ovos cozidos

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Estando com casca ou sem casca, requentar um ovo cozido no micro-ondas é um grande erro. O motivo é que sua umidade interna cria um acúmulo extremo de vapor, como se fosse uma panela de pressão em miniatura, que faz com que o ovo chegue ao ponto de explodir.

Casso o ovo não esteja fatiado, o mais assustador é que ele não estourará dentro do micro-ondas, mas assim que você fizer um furo nele. Para evitar qualquer tipo de acidente escaldante, o melhor é que você o corte em pedaços pequenos antes de reaquecê-lo ou simplesmente ingira o alimento frio. 

2. Leite materno

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Muitas mães de primeira viagem costumam congelar e armazenar o leite materno para uso posterior, o que por si só é uma ideia excelente. Porém, essa só é uma ideia inteligente se você não reaquecer esse líquido no micro-ondas. Por quê? Da mesma forma que o micro-ondas aquece pratos de comidas de forma desigual, o mesmo acontece com uma mamadeira.

Portanto, é possível que alguns pontos fiquem consideravelmente mais quentes do que outros. Eventualmente, isso pode provocar uma queimadura grave na boca e na garganta do seu bebê. O ideal é que o líquido seja requentado em uma panela no fogão antes de ser transferido para a mamadeira.

3. Carne processada

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Carnes processadas costumam carregar uma enorme quantidade de produtos químicos e conservantes que ajudam a prolongar sua vida útil. Porém, colocar esse tipo de produto no micro-ondas pode fazer com que essas substâncias se tornem ainda mais tóxicas para a sua saúde.

De acordo com um artigo publicado na revista Food Control, reaquecer carnes processadas no micro-ondas facilita a formação dos chamados produtos de oxidação do colesterol, associados ao desenvolvimento de doenças cardíacas coronárias.

4. Beterraba

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Se por algum motivo você é do tipo de pessoa que aquece pedaços de beterraba no micro-ondas, saiba que agora é a hora perfeita para parar. Quando esse tipo de alimento vai parar no eletrodoméstico, seus nitratos naturais —  que são excelentes para nossa saúde — podem se convertem em nitrosaminas.

Por sua vez, as nitrosaminas podem ser cancerígenas. Logo, não há motivos para você tentar comer uma beterraba aquecida no micro-ondas quando ela já é igualmente deliciosa consumida ainda fria.

5. Pimentas

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Quando pimentas são reaquecidas no micro-ondas, a capsaicina — que é o nome para o produto químico que lhes dá seu sabor picante — passa a ser liberada no ar. Quando entra em circulação, esse químico pode muito bem queimar os olhos e a garganta de quem está ao redor.

Portanto, é como se o seu micro-ondas se tornasse um verdadeiro produtor de sprays de pimenta, algo que pode até mesmo atrapalhar o cotidiano dos seus vizinhos. Logo, se for possível evitar esse tipo de problema, por que não fazê-lo? 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.