11 monstros míticos que você não gostaria de encontrar
964
Compartilhamentos

11 monstros míticos que você não gostaria de encontrar

Último Vídeo

Os monstros nunca foram tão populares quanto hoje em dia, com o lançamento de filmes como “Círculo de Fogo” (“Pacific Rim”, no idioma original), que estreia no Brasil no próximo dia 9 de agosto, e o mais novo remake do famoso “Godzilla” sendo anunciado na Comic-Con de San Diego. Além disso, também podemos mencionar todos os vampiros brilhantes, lobisomens angustiados e zumbis apaixonados que temos visto pelas telinhas e telonas.

As mitologias do mundo estão repletas de seres que fazem correr aquele arrepio pelas nossas costas. Pensando nos monstros não tão famosos quanto o lagarto gigante que vive salvando Tóquio de outras ameaças colossais – e destruindo a cidade no processo –, mostramos a seguir uma lista com os 11 mitos antigos que você definitivamente vai querer evitar quando for viajar mundo afora.

11 – Lestrígones (Mitologia grega)

A "Odisseia" de Homero é cheia das mais variadas criaturas lendárias da mitologia grega, mas os lestrígones estão entre as mais medonhas. O motivo de tanto pavor pode ser explicado facilmente com três palavras que qualquer um conhece: gigantes canibais raivosos.

Na lenda, eles viviam na cidadela de Lamos, em Teléfilo, e receberam a esquadra de navios do herói Odisseu com uma chuva de pedregulhos. Batedores enviados para explorar a região foram devorados e muitos homens foram perfurados por lanças gigantescas. Os sobreviventes tiveram que fugir em meio a uma nova chuva de rochas.

Fonte da imagem: Reprodução/Wikia

10 – Kelpie (Mitologia celta)

Os kelpies são descritos como seres parecidos com fortes cavalos que assombram os rios e lagos da Escócia e Irlanda. Normalmente preto (embora as vezes seja descrito com outras cores), o animal pode ser identificado por sua crina constantemente encharcada, pingando sem parar. Sua pele tem uma textura similar à de uma foca, lisa e macia, mas gelada como um cadáver.

As lendas afirmam que o monstro atrai os seres humanos, especialmente crianças, para que montem em suas costas. Uma vez posicionadas, ele gruda as vítimas ao seu corpo e mergulha em grandes porções de água, afogando e devorando seus alvos. Outras versões alegam que o ser é capaz de se transformar em uma bela mulher para atrair homens.

Fonte da imagem: Reprodução/Deviantart

9 – Dybbuk (Mitologia judaica)

Similares ao que conhecemos como demônios, os dybbuk são espíritos danificados que se prendem às almas de pessoas bondosas e honestas para tentar atingir estabilidade, causando terror e destruição por onde passam. Eles não possuem uma forma física, mas em sua confusão e tormento acabam forçando suas vítimas a grandes atos de loucura.

Fonte da imagem: Reprodução/ListVerse

8 – Dames Blanches (Mitologia francesa)

As damas brancas não são monstros propriamente ditos, mas atuam de forma similar às bruxas. Elas são belíssimas mulheres em vestidos da cor de nuvens claras, que esperam por jovens e vigorosos homens que tentem cruzar suas pontes. Quando um deles se aproxima, ela pede para que ele dance com ela.

Aos que dizem sim, ela deixa passar com um belo sorriso e com a cortesia de escaparem intactos. Já aqueles que cometerem o disparate de rejeitá-las sofrem um destino bem mais cruel – podem ser arremessados da ponte, atacados por duendes, corujas e gatos ou ainda serem torturados por um longo tempo.

Fonte da imagem: Reprodução/ListVerse

7 – Ichneumon (Mitologia medieval)

As fuinhas não são conhecidas por normalmente apresentarem uma natureza monstruosa, desde que sejam deixadas em paz. No entanto, seus parentes medievais não parecem ter sido tão bonitinhos. O ichneumon era o único inimigo natural dos poderosos dragões, usando sua agilidade e esperteza para derrotar a fúria flamejante dos répteis lendários.

Segundo algumas das fontes medievais, o pequeno ser se cobria de lama e entrava pelas narinas dos gigantes cuspidores de fogo. Uma vez lá dentro, o estrago estava feito: eles simplesmente cavavam para fora. Nada muito visualmente impressionante, mas quem iria reclamar?

Fonte da imagem: Reprodução/ListVerse

6 – Nachzehrer (Mitologia alemã)

Uma mistura entre um vampiro e uma espécie de zumbi, o Nachzehrer é nativo do norte da Alemanha. Esse monstro sai de seu túmulo com apenas um intuito: devorar a alma de seus descendentes. Mas não se engane, ele é igualmente fatal para desconhecidos, bastando o contato com a sua sombra para que você encontre seu fim. Um sino tocado por um monstro desses também levará todos que o ouvirem a uma morte precoce.

Fonte da imagem: Reprodução/ListVerse

5 – Gugalanna (Mitologia suméria)

Saído diretamente de um poema épico, o Gugalanna é um deus monstruoso baseado naquilo que hoje conhecemos como a constelação do Touro. A divindade Inanna se enfureceu quando Gilgamesh, o grande rei, recusou seus charmes e, para se vingar, ela enviou o monstro para matá-lo, causando destruição por muitas cidades e assassinando milhares de pessoas.

Fonte da imagem: Reprodução/ListVerse

4 – Strigoi (Mitologia romena)

Do mesmo país do mundialmente famoso Conde Drácula, o Strigoi pode ser o ancestral de muitas das histórias de vampiros. Uma alma perturbada, o monstro se levanta de seu túmulo para se alimentar do sangue dos vivos e recuperar suas forças. Entre seus muitos poderes, ele é capaz de ficar invisível e assumir a forma de um animal. O ser é tão temido na Romênia que há relatos de locais onde covas ainda são abertas para eliminar a ameaça.

Fonte da imagem: Reprodução/ListVerse

3 – Tigre-homem (Mitologia chinesa)

Todo mundo conhece as lendas sobre o lobisomem, humano amaldiçoado que vira lobo nas lua cheia (em algumas versões da história, claro). Pois os chineses possuem uma lenda bem mais peculiar: o tigre-homem.

As lendas falam sobre muitas formas de se tornar um meio felino, que vão desde maldições passadas de geração para geração até ser morto por um tigre. Uma versão peculiar desses mitos fala que todas as outras raças além da chinesa na verdade eram animais que haviam se esquecido de quem realmente eram em meio às névoas do tempo, incluindo os tigres. Em todo caso, você não gostaria de se encontrar com um deles em uma selva.

Fonte da imagem: Reprodução/ListVerse

2 – Black Annis (Mitologia inglesa)

Outro tipo de bruxa, a lenda da Black Annis soa bastante similar ao nosso Homem do Saco. O ser maligno perambula pelo interior de Leicestershire, na Inglaterra, se alimentando de ovelhas e crianças sem distinção. Quando consegue pegar um pequeno garoto ou garota, ela tinge sua pele e a usa em torno de sua cintura, formando uma espécie de cinto macabro.

Sua residência é uma caverna que ela escavou usando suas garras de ferro. Os pais do século XIX forçavam seus filhos a se comportarem afirmando que seriam levados embora pela Black Annis se aprontassem muito. Engraçado como as coisas mudam, não?

Fonte da imagem: Reprodução/ListVerse

1 – Koschei, o Imortal (Mitologia eslava)

Quando pensamos em um vilão clássico nos mitos e histórias fantásticas, dificilmente caímos longe de Koschei, o Imortal. Ele é aquele sujeito que rapta a esposa do herói e tenta conquistá-la, a despeito do fato de ser um sequestrador sádico e bastante repulsivo. Só existe uma forma de acabar com a vida da criatura: destruir sua alma.

Mas é claro que isso não é nada simples, já que ele a escondeu na forma de uma agulha, enfiada em um ovo que está dentro de um ganso. A ave, por sua vez, foi colocada dentro de uma lebre. Não bastando isso, o animal foi trancado dentro de uma caixa de ferro, que foi enterrada sob um carvalho na ilha mística de Buyan. Certamente não é uma jornada para qualquer um.

Fonte da imagem: Reprodução/ListVerse

E você, conhece alguma outra criatura monstruosa que não tem o merecido reconhecimento? Divida o terror nos comentários.

*Publicado originalmente em 19/7/2013.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.