Seja o primeiro a compartilhar

'Chuva de vermes' na China: possíveis explicações para o fenômeno

Uma suposta “chuva de vermes” que teria atingido Pequim, na China, viralizou nas redes sociais nos primeiros dias de março, desde que vídeos mostrando a cena inusitada começaram a pipocar no Twitter e no Instagram, principalmente. Nas imagens, é possível ver o estranho material cobrindo carros, casas e edifícios, em diversas ruas.

Conforme relatos da imprensa internacional, as autoridades da capital chinesa chegaram a pedir aos moradores que não saíssem de casa sem algum tipo de proteção. Ao usar guarda-chuvas e sombrinhas, por exemplo, a população evitaria ser atingida pelos “bichos” que caíam do céu em grandes quantidades, sem motivo aparente.

Isso foi o suficiente para deixar os internautas de todo o mundo curiosos para saber o que estava acontecendo por lá. E como as autoridades chinesas não se pronunciaram oficialmente sobre o assunto, não faltaram os mais variados tipos de teorias, de causas religiosas a astronômicas.

Reunimos aqui algumas das possíveis explicações sobre a chuva de vermes na China, incluindo tanto as científicas quanto as mais bizarras a respeito da origem do material estranho que viralizou. Confira a seguir.

Não eram vermes

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

A misteriosa chuva na China, que deixou muita gente enojada após a visualização dos vídeos, pode não ter nenhum verme envolvido. Especialistas acreditam que as “minhocas” ou “lagartas” vistas nas imagens são, na verdade, flores de choupo, uma planta muito comum no país asiático.

Dispostas em pequenos cachos alongados, as flores podem se parecer com lagartas em sua variação na cor mais escura, devido ao formato, especialmente quando vistas de longe. Elas costumam cair das árvores em épocas chuvosas — Pequim teve chuvas fortes nos últimos dias — e ficam ainda mais semelhantes aos animais quando encharcadas.

Embora as chuvas de minhocas, rãs, aranhas e outros animais não sejam tão incomuns quanto possa parecer, é mais provável que o fenômeno na capital chinesa tenha relação com as flores da árvore chamada álamo. Eventos como este também acontecem em outros lugares, como na região da Península Ibérica.

Tornado

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

Outra teoria surgida para explicar os vermes caindo em casas e carros na China é a de que eles teriam sido sugados por um tornado e, quando o vento perdeu força, caíram de volta ao solo, em meio à cidade. Veio daí o aspecto apocalíptico do fenômeno.

Vale destacar que a China costuma ser atingida por grandes tempestades nos primeiros meses do ano, como tem acontecido nas últimas semanas.

Culpa da Lua

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

A “chuva de vermes” chinesa também pode ter relação com o fenômeno chamado “Lua cheia das minhocas”. A última Lua cheia do inverno por lá coincide com o início do período de colheita, quando a neve sob o solo começa a derreter, fazendo surgir diversos tipos de animais que estavam escondidos por causa do gelo.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.