Conheça a história de 3 supostos filhos não reconhecidos de Elvis Presley
113
Compartilhamentos

Conheça a história de 3 supostos filhos não reconhecidos de Elvis Presley

Último Vídeo

Pessoas famosas costumam ser muito assediadas e, em sua grande maioria, possuem diversos relacionamentos ao longo de suas vidas de celebridade. São casos extraconjugais ou apenas amores de uma noite que a agitada vida musical, artística ou desportiva proporciona.

Aí, por um descuido ou por oportunismo, muitos são os casos de filhos bastardos que aparecem após um tempo, procurando comprovar a paternidade e buscando seus possíveis direitos. A verdade é que nem sempre a relação se confirma porque realmente não existe ou pelo fato de os herdeiros legais se blindarem por meio da justiça para que não haja a possibilidade de se confirmar a ligação genética.

São inúmeros os casos de famosos envolvidos em situações assim. Alguns artistas contam com até mais de um possível filho que busca o reconhecimento por meios legais. Um exemplo é o do eterno Rei do Rock, Elvis Presley. O site About Travel publicou um artigo mostrando 3 casos famosos de possíveis filhos não reconhecidos pelo cantor e um pouco das suas histórias. Confira:

Tim Farrell

Segundo a sua falecida mãe, Tim Farrell teria sido fruto de uma relação de uma noite que ela teria tido com Elvis Presley em 1954. A revelação só aconteceu após a morte do cantor e atraiu atenções não desejadas à família de Farrell, fazendo com que levasse mais de 20 anos para ele procurar os meios cabíveis a fim de tentar comprovar a paternidade.

Apenas em 2002, quando a mãe de Farrell, em seu leito de morte, novamente afirmou que ele era filho de Elvis, é que o mecânico de vida simples iniciou a busca pela comprovação da relação de sangue. Porém, pelo menos até o momento da publicação do site About Travel, a justiça não havia autorizado a coletar qualquer material genético para efetuar a comprovação.

Mesmo sem ser muito parecido com Elvis Presley, Tim lembra o pai do cantor, Vernon Presley. Além disso, o talento para a música e a voz de Farrel, que é muito semelhante à do possível pai, também são indícios de que o parentesco pode ser real. 

Deborah Presley

Nascida em 1956, Deborah Presley desconfiava que poderia ser filha de outro pai, mas nunca procurou confirmar a relação. Então, certa vez, alguém lhe disse que ela se parecia muito com Elvis. Até esse momento ela sabia que sua mãe havia conhecido Elvis nos anos 50, só que, no entanto, não dava muita importância para a questão. 

Quando ouviu a observação de que lembrava o astro do rock e obteve a confirmação de que era filha de Elvis, após questionar sua mãe, Deborah procurou os meios legais para ter a paternidade reconhecida. Depois de uma decisão negativa pelo tribunal comum, o veredito foi revisto por uma corte de apelações, que chegou à conclusão de que, mesmo não podendo comprovar a paternidade, não havia provas suficientes para afirmar que não existia o parentesco. No entanto, a deliberação de que Deborah não tinha direitos sobre qualquer parte dos bens de Elvis foi mantida.

Desiree Presley

A mãe de Desiree, Lucy de Barbin, escreveu um livro sobre o suposto romance que teve com o Rei do Rock durante 24 anos. De acordo com a publicação, esse relacionamento foi o que culminou no nascimento de Desiree e o livro fez o caso ser um dos mais famosos entre os possíveis filhos não reconhecidos de Elvis Presley.

Lucy de Barbin e sua filha Deborah Presley com o livro "Are You Lovesome Tonight?", obra que deslanchou a polêmica da paternidade não reconhecida por Elvis

Como não poderia deixar de ser, a obra causou enorme polêmica e os fatos relatados foram contestados como inverídicos pelos amigos e fãs do cantor. O fato é que Desiree lembra um pouco a figura do suposto pai, o que é algo a se considerar, mesmo que não sirva para comprovar qualquer relação sanguínea.

............

E aí, leitor, acha que o astro do Rock era “rei” na hora de fazer filhos também? Ou acredita que são só histórias de oportunistas querendo aparecer e ganhar dinheiro? Deixe a sua opinião nos comentários.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.