4 doenças que marcaram a vida de personalidades históricas

4 doenças que marcaram a vida de personalidades históricas

Último Vídeo

O mundo em que vivemos atualmente deve muito a figuras históricas que tiveram que superar grandes obstáculos em suas vidas pessoais para ajudar a construir a sociedade moderna. A história de vida desses vultos do passado às vezes é marcada por dor, doenças crônicas e sofrimentos diversos, que acabam por se confundir com suas próprias histórias, revelando facetas surpreendentes de cada personagem. 

1. Epilepsia

Júlio Cesar
Júlio César

Júlio Cesar, o famoso general e político romano, sofria de epilepsia, como registrou Plutarco em sua obra biográfica a respeito dos heróis da antiguidade. Entretanto, não sabemos a intensidade ou frequência dos ataques epiléticos que acometiam o líder romano. A lista de personagens históricos que sofreram da doença inclui também Calígula, imperador romano, e Lênin, líder da Revolução Russa.

2. Cálculo renal

Montaigne
Montaigne

O pensador francês Michel de Montaigne, criador do ensaio como gênero literário, refugiou-se em seu castelo para escrever os Ensaios, sua obra-prima. Ele sofria de cólicas renais terríveis, um problema hereditário que o marcou por toda a vida. Especula-se que Michelangelo, conhecido pintor e escultor italiano, também tinha crises de pedra no rim de forma recorrente.

3. Artrite

Michelangelo
Michelangelo

Além disso, Michelangelo também sofria de artrite, enfrentando muitas dificuldades para desenvolver suas obras, conforme relatam as correspondências trocadas pelo artista. A presença desta doença reumática mostra a ironia do destino, uma vez que as dores que a conhecida figura do Renascimento sofreu podem ter surgido justamente em decorrência do excesso de trabalho.

4. Poliomielite

Roosevelt
Franklin Roosevelt

A doença, que acometeu um enorme contingente populacional ao longo da história recente, também teve como vítima nada menos que Franklin Roosevelt, 32º presidente dos Estados Unidos. Ele é conhecido por ter implantado o New Deal, que se tratou de um conjunto de medidas responsáveis por recuperar a economia americana após a Grande Crise de 1929. Em 1921, quando ainda era candidato ao cargo, foi diagnosticado com a doença, que poderia, inclusive, ter justificado um ponto final em sua carreira política. Permaneceu dependente da cadeira de rodas enquanto governou o país e conviveu com a situação com a maior discrição possível, o que explica a ausência de imagens dele expondo sua condição.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.