Brasileiro cria hidrogel que evita amputações de diabéticos

Brasileiro cria hidrogel que evita amputações de diabéticos

Último Vídeo

Talvez você nunca tenha ouvido falar no nome de Cleomir de Souza Pinheiro, mas este pesquisador é o responsável por uma criação que pode melhorar e muito a vida de milhares de pessoas que sofrem de diabetes no Brasil e no mundo. Pesquisador no INPA (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia), ele é o responsável pelo desenvolvimento de um hidrogel capaz de evitar amputações das extremidades de pacientes que sofrem de diabetes.

Estudando e trabalhando no desenvolvimento do produto há duas décadas, Cleomir conseguiu chegar ao hidrogel que tanto sonhava. Feito à base de gengibre amargo, o produto foi testado em 27 pacientes diabéticos, explicou o doutor em Biologia e Recursos Naturais.

Os pacientes sofriam com úlceras nos pés e tinham indicação para amputação. O resultado do tratamento com o hidrogel? Cura em 95% dos casos. O pesquisador afirma que o potencial anti-inflamatório, analgésico, vasodilatador e cicatrizante do gengibre amargo “oferece” a cura. Sendo testado desde 2004, pacientes que o utilizaram afirmam que o tempo para a cura foi de menos de dois meses após iniciar o uso do hidrogel.

Fonte: Divulgação

A produção do hidrogel motivou a criação da Biozer da Amazônia, empresa que está encubada no INPE e é a responsável por desenvolver o produto desde a produção do gengibre amargo até a efetiva chegada do hidrogel ao mercado.

O trabalho é desenvolvido em parceria com a Unicamp, a Faculdade de Medicina do ABC, a Universidade do Estado do Amazonas, a Universidade Federal do Amazonas e a Fundação de Controle da Oncologia do Estado do Amazonas.

A comercialização do hidrogel deve iniciar ainda neste ano. Para isso, a patente já foi requerida e assim que a Anvisa fizer a liberação o produto deve estar disponível para compra.

Fonte: Divulgação
Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.