Seja o primeiro a compartilhar

Gravidez silenciosa: jovem vai tratar gastrite a dá à luz um filho

Uma jovem da cidade de Cubatão (SP) que acreditava ter gastrite há vários meses, devido às dores na barriga e ao estômago inchado, foi pega de surpresa ao descobrir a gravidez horas antes do parto. O caso curioso aconteceu no início deste mês de abril, quando ela foi ao médico após se sentir muito mal.

Em entrevista ao G1, Ana Paola de Toledo Souza contou que começou a notar o suposto problema em agosto do ano passado, quando precisou parar de tomar café por causa de uma azia constante. Ela procurou atendimento e relatou à sua médica sintomas como estômago inchado e falta de apetite.

Como a moça não sentia enjoos e tomava anticoncepcional há oito anos sem parar (ela não menstruava), a possibilidade de gravidez logo foi descartada. Dessa forma, a jovem de 29 anos de idade saiu da consulta com medicamentos para cuidar da gastrite e encaminhamento para se tratar com um gastroenterologista, o que acabou não acontecendo devido à demora para marcar uma consulta.

(Fonte: G1/Reprodução)(Fonte: G1/Reprodução)

Sem voltar ao médico, ela seguiu apresentando os mesmos sintomas, se alimentando normalmente e trabalhando várias horas sem se sentar. Com os pés cada vez mais inchados, Ana achou que tinha problema de circulação e abandonou o serviço. Em casa após o agravamento da pandemia, ela ganhou alguns quilos, mas nem assim desconfiou da gestação.

Entrando em trabalho de parto

Após acordar com a barriga dura, muita cólica e urinando branco no dia 1º de abril, ela pesquisou na internet e se assustou ao descobrir que aqueles eram alguns dos sintomas do trabalho de parto. Como nunca havia sentido nenhum chute ou outro sinal do bebê, a jovem ainda tentou descartar a chance de gravidez e foi ao hospital para acabar com as dúvidas.

Lá, fez exame de urina que apontou para anemia e infecção urinária. Não satisfeita, ela e o namorado compraram um teste de gravidez de farmácia que deu positivo. Depois de voltar ao hospital e optar por não aguardar o teste mais completo, Ana foi direto a uma maternidade, onde contou toda a história e já foi encaminhada com urgência para o ginecologista.

(Fonte: G1/Reprodução)(Fonte: G1/Reprodução)

Durante consulta, o especialista notou que ela tinha 4 cm de dilatação e estava entrando em trabalho de parto. Encaminhada para a emergência, Ana recebeu o tratamento adequado, finalmente, e a pequena Manuelly (foto acima) nasceu no último sábado (3), pesando 3,2 kg, medindo 49 cm e com muita saúde.

Na terça-feira (6), as duas receberam alta e passam bem, estando em casa.

É possível estar grávida e não sentir nada?

Casos como o da jovem que confundiu gravidez com gastrite são raros, mas acontecem. Chamados de gravidez silenciosa, eles ocorrem quando a mulher só percebe a gestação pouco tempo antes do parto — em alguns casos, só no momento de dar à luz.

O fenômeno ocorre principalmente quando a mulher tem sangramentos durante a gestação ou alguma irregularidade menstrual, dificultando observar o principal sintoma da gravidez: a menstruação atrasada. 

(Fonte: Rawpixel)(Fonte: Rawpixel)

Outros fatores também podem levar a isso, como o uso constante de anticoncepcionais, a obesidade e até mesmo a existência de condição psicológica levando a mulher a negar a gravidez.

Identificar a gravidez desde o início é fundamental para a saúde da futura mamãe e do bebê. Por isso, a recomendação é procurar o atendimento médico ao desconfiar que está grávida.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.