Seja o primeiro a compartilhar

Enola e Sherlock Holmes realmente existiram? Internet descobre a verdade

Depois do filme Enola Holmes (2020) se tornar um dos mais populares da Netflix nas últimas semanas, uma grande dúvida surgiu entre os espectadores: os protagonistas da saga, Enola e Sherlock Holmes, existiram de verdade?

Sherlock Holmes não existiu na vida real. Ele é uma criação do escritor Arthur Conan Doyle em sua série de livros de investigação policial As Aventuras de Sherlock Holmes, escrita entre 1887 e 1927. Por consequência, Enola também nunca foi de carne e osso, infelizmente.

Como o filme é ambientado em uma Londres de tempos distantes, o longa engana ao fazer parecer que os personagens retratados por Millie Bobby Brown, de Stranger Things (2016), e Henry Cavill, o Super-Homem de Liga da Justiça (2017), realmente foram pessoas existentes.

A origem de Sherlock Holmes

(Fonte: Netflix/Reprodução)
(Fonte: Netflix/Reprodução)

O fato que mais aproxima o genial detetive da realidade é ele ter sido inspirado em Joseph Bell, um cirurgião e professor de medicina na cidade de Edimburgo, capital da Escócia. Bell impressionou seu então aluno Doyle através da sua perspicácia e capacidade de deduzir coisas sobre a vida e hábitos humanos. Ele era conhecido por chegar a conclusões exatas a partir de observações minuciosas, assim como o personagem dos livros.

Bell, inclusive, sabia que tinha servido como inspiração para o personagem de Doyle, mas em uma carta disse para o autor: “Você mesmo é Sherlock Holmes e sabe bem disso”. O professor de medicina já havia se envolvido em algumas investigações criminais, especialmente na Escócia, e chegou até a analisar os assassinatos causados supostamente por Jack, o Estripador, para a Scotland Yard.

Toda essa informação, no entanto, não agradou os usuários das redes sociais. No Twitter, diversos internautas se mostraram decepcionados com a verdade sobre os queridinhos do cinema. Olha só:

De onde vem Enola Holmes?

(Fonte: Netflix/Reprodução)
(Fonte: Netflix/Reprodução)

Outro fator curioso sobre Enola Holmes é que a protagonista da recente atração da Netflix jamais foi citada nas obras originais de Conan Doyle como um membro da família Holmes. O único irmão de Sherlock nos livros é Mycroft, que inclusive aparece no longa pela atuação de Sam Cafflin, de Jogos Vorazes (2013).

A primeira aparição de Enola em uma obra literária aconteceu em 2006, quando a escritora Nancy Springer escreveu O caso do marquês desconhecido, que acontece dentro do universo de Sherlock Holmes e suas investigações pela Scotland Yard.

No livro, Enola é uma jovem garota de 14 anos que acaba de sofrer com o desaparecimento de sua mãe e vai em busca dos seus irmãos mais velhos para ajudá-la no caso. O enredo, inclusive, faz parte de uma série de seis livros de mistério policial que inspiraram o longa da Netflix e também devem ser usados para a criação de uma potencial sequência nos próximos anos.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.