Rede de acampamentos do Império Romano é descoberta na Espanha

Último Vídeo

Pesquisadores e arqueólogos da Espanha e Reino Unido identificaram, através de tecnologias de obtenção de dados sobre a superfície terrestre, 66 restos de acampamentos do Império Romano localizados na porção norte da Espanha, configurando uma das maiores redes de sítios arqueológicos já encontradas na Europa.

Através do uso combinado de diferentes técnicas de sensoriamento remoto e conjuntos de dados geoespaciais de acesso aberto, os locais datados do período entre o final da República e o início do Império romano foram encontrados entre as províncias de León, Palencia, Burgos e Cantábria, e revelaram detalhes interessantes como a distribuição de sítios, padronização em suas dimensões e o sucesso por trás das inúmeras conquistas.

(Fonte: Universidade de Exeter / Reprodução)
(Fonte: Universidade de Exeter / Reprodução)
(Fonte: Universidade de Exeter / Reprodução)
(Fonte: Universidade de Exeter / Reprodução)
(Fonte: Universidade de Exeter / Reprodução)
(Fonte: Universidade de Exeter / Reprodução)

“Identificamos muitos locais porque usamos diferentes tipos de sensoriamento remoto. A varredura a laser aerotransportada deu bons resultados para alguns locais em pontos mais remotos porque mostrou muito bem as terraplenagens. A fotografia aérea funcionou melhor em áreas de planície para a detecção de marcas de corte”, disse João Fonte, da Universidade de Exeter, Reino Unido. 

“Os restos são dos acampamentos temporários que o exército romano montou ao se deslocar em território hostil ou ao realizar manobras em torno de suas bases permanentes. Eles revelam a intensa atividade romana na entrada da Cordilheira Cantábrica durante a última fase da conquista romana da Hispânia”.

(Fonte: Universidade de Exeter / Reprodução)
(Fonte: Universidade de Exeter / Reprodução)

A presença de uma enorme quantidade de soldados e generais romanos no território indicava o quão bem treinados eram os integrantes do exército, estando preparados para ataques vindos de todas as direções devido à distribuição em pequenos fortes de alguns milhares de metros quadrados. Além disso, grande parte dos acampamentos estava localizada próxima a importantes cidades romanas.

Catalogação por meio de drones

O projeto dos pesquisadores faz parte de uma iniciativa de catalogação e documentação de todos os acampamentos romanos distribuídos entre a província de León, estendendo para distritos vizinhos. Os mapas detalhados também contam com a ajuda de registros reais do Google Earth e modelos tridimensionais de terrenos, na tentativa de compreender e enriquecer os estudos sobre as conquistas realizadas no noroeste da Península Ibérica durante o século I d.C.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.