4 curiosidades sobre Libras, a Língua Brasileira de Sinais

Fundado em 1857 por Dom Pedro II, o Instituto Nacional da Educação de Surdos (INES) foi a primeira escola para surdos em todo o Brasil e provavelmente o maior incentivador da criação da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Atualmente com mais de 5 milhões de usuários, essa linguagem se tornou referência na educação, socialização e profissionalização de surdos. 

Porém, apesar de sua extrema importância e de ser reconhecida como uma língua oficial no país, nem todos os brasileiros compreendem exatamente como ela funciona. Pensando nisso, nós separamos uma lista com quatro curiosidades sobre a Libras para você ficar por dentro do assunto!

1. Libras não é uma linguagem universal

(Fonte: Senac)(Fonte: Senac)

Apesar de muitas pessoas acreditarem que exista uma linguagem universal para surdos, isso não é uma verdade na sociedade atual. Assim como o nome já diz, a Língua Brasileira de Sinais é um modelo de comunicação usado para transmitir o português-brasileiro para a linguagem de sinais.

O modelo foi inspirado na Língua de Sinais Francesa (LSF) e trazido ao Brasil pelo professor Hernest Huet em 1855. A Libras não só é uma língua para brasileiros, como também possui grandes diferenças à língua gestual portuguesa (LGP). 

2. Expressões faciais e corporais são importantes

(Fonte: Rede Globo/Reprodução)(Fonte: Rede Globo/Reprodução)

Em uma breve busca pela internet, é possível encontrar vídeos que fazem piadas pelo uso de gestuais e "caretas" pelos usuários de Libras. Porém, a maioria das pessoas não sabe que essas são características fundamentais para a construção verbal e podem mudar todo o sentido de uma frase.

Em alguns casos, o mesmo gestual utilizado pelas mãos pode ter significados completamente diferentes se seguidos de expressões faciais divergentes.

3. Presença de regionalismos

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Engana-se quem acredita que o "sotaque" é uma característica presente apenas na linguagem oral. Apesar da falta de efeitos sonoros, a Libras é uma língua que abraça os regionalismos de cada parte do Brasil e inclui gestos que representem gírias e expressões de regiões diferentes.

Por isso, é possível que os usuários de Libras usem sinais diferentes para se referir a mesma coisa dependendo do local do país onde habitam.

4. Libras no Enem

(Fonte: Ana Carolina Moreno/G1)(Fonte: Ana Carolina Moreno/G1)

Apesar de ainda não ser unanimidade de aprendizado nas escolas brasileiras, o Brasil tem tomado providências para aumentar a inclusão de surdos e deficientes auditivos no sistema de educação nacional. Desde 2017, as pessoas podem se candidatar para realizar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) são também em Libras.

O agendamento é feito pelo portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) e as provas são feitas através de videoprovas. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.