Desde quando existe o costume de se pintar as unhas?

Pintar as unhas é uma atitude praticada há séculos e que sempre teve impacto na indústria da beleza. Conheça mais sobre a incrível história dos esmaltes e descubra como tudo começou.

A origem: Babilônia Antiga

Fonte: Freepik/DivulgaçãoFonte: Freepik/Divulgação

Em 3.200 a.C., guerreiros da Babilônia passavam horas cacheando seus cabelos e pintando suas unhas antes de irem para a batalha. Inclusive, a cor de suas unhas indicavam a sua classe no combate. Por exemplo, o “esmalte” preto era para quem tinha uma classificação superior e o verde para os mais novatos.

Os lábios dos soldados também eram frequentemente pintados para combinar com a cor de suas unhas.

Sinal de Classe

Fonte: Pixabay/DivulgaçãoFonte: Pixabay/Divulgação

Avançado um pouco no tempo, em 3.000 a.C., os chineses usavam as cores da unha para distinguir posição na sociedade e dinastia. As classes mais altas utilizavam ingredientes como cera de abelha e clara de ovo para pintá-las. Quem participava do regime governante podia usar a cor vermelha.

A prática não era autorizada para todos. Em algumas dinastias, a classe mais baixa até podia usar cores claras, mas se fossem pegos com as unhas pintadas na cor real, eram punidos com a morte.

O primeiro salão de unhas

Fonte: Pexels/DivulgaçãoFonte: Pexels/Divulgação

Mary E. Cobb aprendeu tudo sobre ser manicure na França. Ela então desenvolveu o seu próprio processo e o trouxe para os Estados Unidos, onde abriu o primeiro salão especializado em unhas em 1878.

A empreendedora também desenvolveu sua própria linha de serviços, criou o primeiro guia de manicure caseiro e inventou a lixa de unha.

O nascimento das grandes marcas

Fonte: Pixabay/DivulgaçãoFonte: Pixabay/Divulgação

Em 1911, Cutex chegou ao mercado com apenas um amaciador de cutículas. Avançando para 1925, a marca criou o que conhecemos hoje como esmalte líquido.

Em 1920, a maquiadora Michelle Menard queria criar algo para as unhas que imitasse o brilho dos carros. Ela foi aperfeiçoando a fórmula e em 1932 abriu uma notória casa de cosméticos, conhecida atualmente como Revlon.

Hoje em dia, os esmaltes fazem parte de uma indústria multibilionária que não para de crescer. E as redes sociais são uma das grandes responsáveis por estimular esta expansão. Para se ter uma ideia, 92% dos artistas de unha estão no Pinterest. Isso sem contar o uso de outras plataformas, como Instagram e Tik Tok.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.