18
Compartilhamentos

As 7 imagens mais estranhas em pinturas renascentistas

Por mais que diversos ramos culturais tenham suas respectivas riquezas e tragam mais novidades à medida que são explorados, nenhum deles se destacou tanto quanto às pinturas renascentistas, já que essas obras chamam a atenção por normalmente apresentar detalhes escondidos ou significados adicionais que podem demorar séculos para serem percebidos.

Confira abaixo algumas imagens estranhas e curiosas identificadas em pinturas renascentistas e que deram ainda mais valor às obras.

1. Bebês feios

(Fonte: Ugly Renaissance Babies / Reprodução)(Fonte: Ugly Renaissance Babies / Reprodução)

Centenas de pinturas renascentistas trazem retratos de bebês feios ou deformados, pois as dificuldades de visualizar crianças recém-nascidas foram alguns dos desafios que os artistas encararam ao menos por uns milhares de anos. Porém, algumas teorias sugerem que as caras estranhas dos pequenos seguem modelagens inspiradas no bebê Cristo, que nasceu inalterado e com o rosto de um homem adulto formado.

2. The Madonna with Saint Giovannino, de Domenico Ghirlandaio

(Fonte: ewan morrison - Twitter / Reprodução)(Fonte: ewan morrison - Twitter / Reprodução)

Apesar de ser um retrato aparentemente normal, um detalhe na obra The Madonna with Saint Giovannino, pintada no século XV por Domenico Ghirlandaio, chama a atenção. Ao fundo da tela, um objeto voador que emite iluminação se destaca nos céus, sendo observado por um homem que, ao lado de seu cachorro, protege sua visão de uma luz dourada. Aliens?

3. O Jardim das Delícias Terrenas, de Hieronymus Bosch

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

A complexa obra surrealista de Hieronymus Bosch é composta de três telas em um mesmo plano, contendo o que seriam representações do Éden, da Terra e do Inferno. Curiosamente, no Palácio de Satanás, é possível observar que um dos vários músicos tem uma partitura tatuada em seu bumbum, e um estudante de música conseguiu transcrevê-la perfeitamente para arrancar seu real significado.

4. O Casal Arnolfini, de Jan van Eyck

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

O Casal Arnolfini, de Jan van Eyck, não se destaca apenas pelas figuras extremamente realistas, mas também por um detalhe que, em si, reflete a genialidade do pintor renascentista e seu aspecto visionário. Isso porque, ao fundo, no centro da engrenagem, é possível observar um espelho circular que reflete com perfeição a imagem do casal, contando com detalhes impressionantes sob a ótica de uma lente olho de peixe.

5. Uma Alegoria com Vênus e Cupido, de Angolo Bronzino

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

Muito mais do que uma pintura, Uma Alegoria com Vênus e Cupido é um verdadeiro alerta para a sífilis e mostra o impacto social que a doença trouxe durante o século XVI. O retrato, com claro cunho carnal e erótico, apresenta imagens de pessoas totalmente deterioradas e repletas de danos comuns ao sintomas de sífilis ou dos efeitos colaterais de seu tratamento, reforçando a importância da proteção durante a atividade sexual.

6. Os Embaixadores, de Hans Holbein

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

Escondidos na clássica obra de Hans Holbein, destacam-se detalhes que são debatidos até hoje por historiadores. Entre eles, chama a atenção um crânio gigante e deformado na frente do homem à esquerda, que só é possível ser observado sob uma certa perspectiva.

7. A Criação de Adão, de Michelangelo Buonarotti

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

Uma das pinturas mais famosas da história, A Criação de Adão, tornou-se referência para vários conteúdos da cultura popular, e algumas de suas características exaltam um caráter incomum da obra. Logo atrás de Deus, um painel simula um cérebro real, que contém as principais seções (os lobos frontais, artéria e hipófise) e outras partes menores, resultando em um desenho de incrível precisão. Seria Deus criação da mente humana ou a mente humana criação de Deus?

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.