Seja o primeiro a compartilhar

A origem das tatuagens em diferentes culturas

As tatuagens são formas de modificações do corpo em que se aplica na pele, por meio de agulhas, pigmentos para formar desenhos e palavras. Para os amantes dessa arte, as tatuagens servem como forma de expressão. Por meio dela, é possível contar histórias e externar emoções. Mas como essa arte foi criada?

As primeiras tatuagens registradas 

Ötzi tinha vários desenhos no pulso, nas pernas e nas costas. (Fonte: Super Curioso/Reprodução)Ötzi tinha vários desenhos no pulso, nas pernas e nas costas. (Fonte: Super Curioso/Reprodução)

Você sabia que no período Neolítico nossos ancestrais já praticavam a arte da tatuagem? Em 2015, uma reavaliação científica da idade das duas múmias mais antigas tatuadas identificou Ötzi como um exemplo mais antigo de múmia tatuada. Esse corpo tinha dezenas de tatuagens e foi encontrado no gelo glacial dos Alpes datado de 3.250 a.C. 

A palavra tatuagem vem do samoano e é derivada da palavra "tátau", que significa "marcar ou acertar duas vezes". A primeira referência histórica sobre tatuagens é de um relato de franceses que viajaram à Polinésia e viram os nativos cobertos com desenhos fascinantes, chamando-os de “tatouages”.

 A história encontra a existência de tatuagens em quase todas as civilizações. 

Na Polinésia, as tatuagens têm uma representação profundamente enraizada com a história do país. Para esse povo, a tatuagem é uma ornamentação corporal que confere uma certa hierarquia e símbolo de poder entre os grupos. Quanto mais tatuagens um indivíduo tivesse, mais respeito ele teria. 

Além disso, para os maori as tatuagens assustavam os inimigos na guerra. As tatuagens samoanas eram feitas com marteladas em que o palito com várias lascas ia introduzindo o pigmento na epiderme.

Na América, as tatuagens serviam como um rito de passagem. Quando um adolescente passava à idade adulta, a tatuagem era gravada em sua pele para proteção da alma. Na América Central, as tatuagens eram feitas em respeito à memória dos que morreram em batalhas.

No Egito, quem tinham as tatuagens eram as mulheres e acreditava-se que os desenhos traziam poderes mágicos e proteção. Na época, elas não eram tão elaboradas e consistiam em linhas, pontos e alguns hieróglifos.  

A cultura do Antigo Egito é uma das civilizações mais importantes da história da humanidade por sua riqueza de informações e fatos surpreendentes. (Fonte: Super Curioso/Reprodução)A cultura do Antigo Egito é uma das civilizações mais importantes da história por sua riqueza de informações e fatos surpreendentes. (Fonte: Super Curioso/Reprodução)

A tatuagem chegou ao Japão no século X a.C. e foi se consolidando nas classes mais altas, até chegar ao imperador que passou a utilizá-la como um adorno corporal. Mais tarde ela se espalhou por todos os grupos sociais e se tornou famosa por causa da organização mafiosa Yakuza. Nessa cultura, há pessoas que tatuam todo o corpo, exceto mãos e pés. 

Com muitas pesquisas históricas, o fato é que dos índios americanos aos esquimós, da Malásia à Tunísia, a maioria dos povos do planeta praticava ou havia praticado algum tipo de tatuagem em algum momento. Por isso, é difícil dizer que povo foi o precursor da prática.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER