5 erros comuns que cometemos escrevendo em inglês

Os erros fazem parte do processo natural para aprender um novo idioma. E com o inglês não seria diferente. Contudo, é fundamental saber quando ocorrem as falhas mais comuns. Caso contrário, corre-se o risco de perder tempo aprendendo e mantendo o que está errado. Veja alguns exemplos:

1. Parece, mas não é

Falsos cognatos são palavras que podem ser parecidas entre os idiomas, mas têm sentidos diferentes. No inglês, um exemplo é a palavra push. Ela parece sugerir que devemos puxar algo. Mas, na verdade, é "empurrar". Ou a palavra exquisite, que significa "delicioso", e não "esquisito".

(Fonte: Pixabay/ Reprodução)(Fonte: Pixabay/Reprodução)

2. Escrever como se fala

Escrever blu e não blue ("azul"). Ou ainda, warer no lugar de water ("água"). O maior problema de cometer esse erro é que ele começa com palavras simples e pode se estender para termos mais complexos. Como resultado, boa parte do aprendizado é comprometido.

(Fonte: Pexels/ Reprodução)(Fonte: Pexels/Reprodução)

3. Cortar letras

Por exemplo, trocar bullying por buling. Aliás, deixar alguma letra de fora é ainda mais comum quando as palavras têm Y, W e Z. Sendo assim, vale redobrar a atenção na hora de escrever.

(Fonte: Pexels/ Reprodução)(Fonte: Pexels/Reprodução)

4. Não conjugar

Os verbos em inglês também precisam ser conjugados. Embora eles não exijam tantas mudanças como ocorre em nossa língua, ainda vale o cuidado. Sites como o verbix.com e o conjugator.reverso.net podem ajudar nessa tarefa, especialmente para quem está começando. 

(Fonte: Pixabay/ Reprodução)(Fonte: Pixabay/ Reprodução)

5. Separar por sons

Escrever some thing quando o correto é something. Ou be fore no lugar de before. O cuidado também vale para o oposto, ou seja, escrever junto termos que são separados. Ao separar ou juntar palavras com base nos sons, você pode acabar não dizendo nada.

(Fonte: Pixabay/ Reprodução)(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Como melhorar a escrita

Algumas boas práticas podem ajudar a melhorar a escrita em inglês. Por exemplo, construir frases mais elaboradas; pedir a um tutor, professor ou falante nativo para ler o texto, consultar o dicionário, ler no idioma, treinar com aplicativos e até soletrar palavras.

Portanto, quanto mais envolvimento com o inglês você tiver: melhor. Com o tempo, suas habilidades vão se aperfeiçoando e as coisas ficarão mais fáceis!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.