'Estados Unidos do Brasil' já foi o nome oficial do país

Para ficar mais completo: “República dos Estados Unidos do Brasil”. 

É, de fato você não leu errado. Há 131 anos, em 1891, essa era a nomenclatura que entrava em vigor no país com a primeira Constituição republicana daquela época, após o golpe de Estado cívico-militar, substituindo o nome “Império do Brasil” estabelecido durante todo o período em que durou a Constituição de 1824.

Ao empregar o termo “Estados Unidos”, a Constituição tinha como objetivo reforçar a postura do novo regime republicano que deu fim ao Estado unitário que estava em vigor durante o Império.

Descentralizando a política e promovendo uma nova relação entre o poder central e as antigas províncias do país, chamadas de "estados" e que conquistaram mais autonomia, o modelo era inspirado totalmente na Constituição dos Estados Unidos da América — inclusive, Brasil era escrito com “z” (Brazil) até 1931.

Mudança tardia

(Fonte: Pinterest/Reprodução)(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Foi só em 15 de março de 1967, no dia da posse do general Arthur da Costa e Silva, após o Golpe de 1964 ter instaurado uma ditadura militar, que o nome “Estados Unidos” caiu da composição da Constituição.

Naquela época, o documento foi denominado apenas como Constituição do Brasil, ao contrário de suas versões de 1934, 1937 e 1946 que apresentavam o nome “Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil”, ou “Constituição dos Estados Unidos do Brasil”.

A emenda de 1969 do texto passou a chamar “Constituição da República Federativa do Brasil”, nome que permaneceu na elaboração da Constituição de 1988 ainda em vigor, com símbolos nacionais em brasões e selos oficiais.

(Fonte: Eu na História/Reprodução)(Fonte: Eu na História/Reprodução)

Segundo o jurista José de Almeida Melo, autor do livro Direito Constitucional do Brasil, os militares queriam evitar que o nome oficial fosse confundido com o dos EUA, apesar de todo o apoio logístico que receberam após a carta de Lincoln Gordon ter ajudado a derrubar o governo de João Goulart. Além disso, outras fontes indicam que o então governo visava assinalar uma mudança radical com o passado e salientar as mudanças pela qual o país passava.

Apesar da mudança significativa no nome pela primeira vez em tantos anos, os jornais da década de 1960 apontam que não houve muita discussão sobre os motivos que levaram ao abandono dos “Estados Unidos” do nome oficial do Brasil.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.