Bem-te-vi: 5 curiosidades sobre o pássaro que virou meme

Desde o início de agosto, em todas as redes sociais e nos grupos de WhatsApp, só se fala em uma coisa: BEM-TE-VI. O canto desse pássaro, que é muito comum aqui no Brasil, deu origem a vários remixes com músicas, além de vídeos com famosos. Nos memes, as batidas das músicas ou as falas das celebridades são substituídas por um sonoro "bem-te-vi". 

Se você ainda não viu, confira um dos exemplos mais engraçados, o "Bem-Te-Vi Eletro Hits":

Podemos dizer que a internet brasileira está no clima do vídeo abaixo nessas últimas semanas, completamente obcecada pelo bem-te-vi. Mas que pássaro é esse? Ele existe só aqui no Brasil? Como é a vida dele? Para você conhecer o pássaro bem-te-vi além do meme, o Mega preparou essa lista com 5 curiosidades sobre ele. 

1. Triste vida

O nome científico do bem-te-vi é Pitangus sulphuratus. A primeira parte é derivada do nome que os indígenas tupi davam para a ave: pituã. O segundo é uma referência a cor amarela de seu dorso — sulphur, que quer dizer "enxofre". 

Já o nome popular, bem-te-vi, é uma onomatopeia com o canto da ave, que parece dizer isso. Em alguns lugares, contudo, as pessoas escutam "triste-vida" e dão esse nome para o bicho... Bem-te-vi parece mais simpático, não?

2. E em outros idiomas?

Bem-te-vi é uma expressão que nós aqui no Brasil, que falamos português, associamos com o canto da ave. Mas e em outros idiomas? Em inglês, o nome popular do pássaro é "kiskadee", outra associação possível com seu canto. Curiosamente, "kiskadi" também é o nome utilizado em Portugal. 

No francês, a expressão qu'est-ce qu'il vit, que se pode entender do canto do pássaro nessa língua, acabou virando o nome popular "quiquivi". Já no espanhol, os nossos vizinhos latinos, é feita a tradução para benteveo ou chamam o pássaro de "bichofué" e "bichofué gritón". 

Imagem: G1/ReproduçãoImagem: G1/Reprodução

3. Bem-te-vi em toda a América

A verdade é que os portugueses nem precisavam se preocupar em dar um nome diferente para o pássaro, já que ele nem vive por lá. O bem-te-vi é mesmo nativo das Américas, sendo observado desde o sul do Texas (EUA) até o centro-sul da Argentina. Além disso, a espécie pode ser encontrada em todo o Brasil, que é sua origem mais conhecida. 

Ele é visto facilmente nas cidades, cantando em uma praça ou na árvore da sua rua, mas, na natureza, ele costuma preferir os ambientes com água, como as beiras de lagos, rios e praias.

4. Topete maneiro

Uma das características físicas mais marcantes do bem-te-vi é seu dorso amarelo, além da listra branca acima dos olhos. Porém, ele também tem um topete amarelo, mas que só aparece quando o pássaro levanta as penas da cabeça, em ocasiões específicas.

Se você nunca observou um bem-te-vi de perto, talvez não tenha notado que ele é um pássaro grande, medindo até 25 centímetros. Para manter esse corpinho funcionando (e cantando), ele se alimenta principalmente de insetos, centenas deles todos os dias, mas também pode comer flores, frutas e até pequenos répteis ou peixes. O bem-te-vi é um problema para a apicultura, já que gosta de devorar umas abelhinhas. 

Imagem: WikiAves/ReproduçãoImagem: WikiAves/Reprodução

5. Bem-te-via

Bem-te-via não é a fêmea do bem-te-vi, mas sim um bem-te-vi que ficou míope.

Piadas sem graça à parte, esse pássaro é uma espécie que não tem dimorfismo sexual: macho e fêmea são bem parecidos. Falando nisso, eles são monogâmicos: um bem-te-vi fêmea fica com seu macho por toda a vida e eles constroem os ninhos juntos na hora de se reproduzir.

Os ninhos são esféricos, feitos com ramos e capim, ficando em cima de árvores. A bem-te-vi fêmea coloca de dois a quatro ovos por vez. Os bem-te-vis ficam ainda mais agressivos para proteger seu território quando têm ovos ou filhotes. 

Esperamos que você tenha gostado de conhecer o pássaro por trás do meme. Para ler outras curiosidades sobre animais, clique aqui.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.