16
Compartilhamentos

7 mitos que todo mundo acredita ser verdade

É muito provável que ao longo da sua vida você já tenha escutado da sua vó ou de alguma pessoa próxima algum tipo de fato incontestável e que nunca ninguém parou para saber se era verdade, um exemplo disso é que tomar banho depois de comer faz mal para a saúde.

Porém, chegou a hora de quebrar essa barreira da insegurança e questionar algumas informações. Por isso, nós fizemos esta lista especialmente para você ficar sabendo de sete mitos difundidos pelas pessoas, mas que muitos creditam ser verdade. Olha só!

1. Touros odeiam a cor vermelha

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Seja em desenhos animados ou por conhecimento próprio, você provavelmente cresceu aprendendo que os touros simplesmente detestam a cor vermelha e fazem de tudo para derrotá-la, certo? Entretanto, não é exatamente o vermelho da capa dos toureiros que incomoda esses animais.

Em 2007, o programa MythBusters, do Discovery Channel, comprovou que os touros se sentem muito mais ameaçados pela movimentação feita pelo toureiro do que pela cor das capas. Então, por que essa cor? De maneira geral, é porque ela ajuda a esconder uma parte terrível das touradas: o sangue do animal.

2. Esperar 24 horas para chamar a polícia em um desaparecimento

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Foi criado um senso comum na sociedade de que precisamos aguardar 1 dia inteiro para acionarmos a polícia quando uma pessoa desaparecer. Porém, essa recomendação não pode ser encontrada em nenhum lugar disponível nas plataformas das autoridades nacionais.

Segundo descrito pelo site do Senado, a orientação é que a delegacia de polícia mais próxima de sua casa seja acionada assim que a ausência incomum de uma pessoa for notada. Se um indivíduo costuma chegar em um horário e não notificou atraso, você já poderá registrar um boletim de ocorrência. 

3. Lavar o frango o livra de bactérias

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Seja lá a maneira como você for cozinhar o seu alimento, não tente lavar uma peça de frango antes de cozinhá-la. Apesar de pensarmos que esse ato pode livrar a comida de bactérias, o efeito reverso pode acontecer por meio da água e da sujeira, porque elas se espalham. Em geral, o calor do fogo deve ser suficiente para matar qualquer microrganismo. 

Cubra seu frango cru e coloque em uma vasilha quando for armazená-lo na geladeira. Assim, o líquido liberado pela carne não será derramado sobre outros alimentos e evitará a possibilidade de contaminar o restante dos itens refrigerados. 

4. Nossa língua sente sabores em partes específicas

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Antigamente, cientistas acreditavam que a nossa língua tinha regiões determinadas para detectar cada tipo de sabor — inclusive mapas foram feitos a respeito do que cada parte saboreava. Porém, com anos a mais de estudos, hoje nós sabemos que cada papila gustativa consegue identificar mais de um sabor.

Os quatro mais conhecidos são: salgado, doce, azedo e amargo. Além deles, recentemente nós também descobrimos um quinto sabor chamado "umami", que basicamente é um nome em japonês para o "gosto saboroso e agradável". 

5. Só usamos 10% do nosso cérebro

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

A incapacidade dos seres humanos em utilizar o potencial máximo de suas mentes já chegou até a ser enredo de filme, mas será que isso é verdade? Apesar de ser um conceito difundido popularmente, essa é uma frase que tem sido usada apenas para reafirmar a crença em poderes psíquicos.

Técnicas científicas como os exames de imagem de ressonância magnética funcional mostram que essa informação é um tremendo mito e que o cérebro humano está constantemente 100% ativado para exercer múltiplas funções.

6. Raspar o pelo deixa ele mais grosso

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

É comum que meninos jovens tentem raspar os primeiros fios da barba com lâmina para que ela cresça de modo mais rápido, uma vez que os pelos "engrossariam" toda vez que os cortássemos. O problema, porém, é que você pode executar essa técnica 1 trilhão de vezes que nada mudará.

O engrossamento do pelo depende exclusivamente de fatores genéticos e do envelhecimento humano. Entretanto, quando raspamos um fio, a base que fica exposta é relativamente mais grossa do que a ponta, fazendo parecer que ele mudou de espessura.

7. Semente é a parte mais picante da pimenta

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Muitas receitas culinárias pedem que você retire as sementes de uma pimenta antes de colocá-la na panela para evitar que a comida fique muito picante. Apesar disso ajudar um pouco no resultado final, não é exatamente a semente que provoca a "ardência" das pimentas.

O responsável por isso é uma substância chamada capsaicina, que fica concentrada principalmente na medula ou nervura branca interna das pimentas. Apesar de as sementes estarem em contato direto com a capsaicina, a composição delas por si só não produz essa sensação de calor no corpo humano.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.