Seja o primeiro a compartilhar

Tênis: como o esporte considerado da 'elite social' mudou a moda

Antes de ser considerado vulgar, agressivo e até barulhento, o tênis foi considerado um esporte jogado apenas pelos ricos. E se ainda é visto como tal, é devido aos clubes privados, os mesmos onde o esporte se popularizou entre a classe do Upper East Side, na Nova York de 1950.

Afinal, não havia nenhum clube daquela época que abrigasse outros esportes populares, como futebol e basquete, para que os adultos ou jovens ricos jogassem, apenas golfe e o tênis, em meio a restaurantes cinco estrelas, bares, saunas, jacuzzis e salões de baile.

O tênis enfrenta problemas com sua identidade social desde o século XII, na França, quando era chamado de "jeu de paume" e jogado pela realeza europeia, até ser convertido em "tênis de grama" pela Grã-Bretanha e conectado ao estilo de vida da classe alta.

Transformando o mundo

(Fonte: Pinterest/Reprodução)(Fonte: Pinterest/Reprodução)

O esporte chegou na América do Norte em Staten Island (Nova York) em meados de 1872, se espalhando rapidamente por todo o país por seu estilo elitista, encontrando seu auge na década de 1970. O tênis se tornou um estilo de vida assim que o famoso tenista René Lacoste (1904–1996) introduziu uma camisa de malha de algodão de manga curta que permitia mais amplitude de movimentos durante as competições.

Logo após isso, vieram os shorts brancos do tenista britânico Henry Austin, em um traje menos formal ainda. Com a Segunda Guerra Mundial, adotando um design mais contemporâneo, vieram as saias plissadas, cardigãs e camisas polos. Foi assim que tudo começou a mudar.

E se hoje você desfila com sua camisa polo e camisas com gola dobrada é graças ao que Lacoste decidiu fazer. A moda virou de cabeça para baixo e esse visual se tornou um fenômeno no mundo do tênis, se estendendo para outros esportes, como polo e golfe.

(Fonte: The New York Times/Reprodução)(Fonte: The New York Times/Reprodução)

A palavra “engomadinho”, do termo em inglês “stuffed”, surgiu com a leva de estudantes de escolas preparatórias e universidades da Ivy League levando o estilo de se vestir nas quadras de tênis dos clubes para os ambientes sociais.

A partir daí, foi a vez da indústria da moda absorver a nova tendência e lançá-la em escala mundial, disseminando para todas as classes sociais e imprimindo em vários tipos de roupa.

Ao longo dos anos 1950, o colarinho aberto enfrentou seus altos e baixos, mas sem nunca desaparecer, ganhando o coração da moda masculina ao ser divulgado pelo galã James Dean pelo mundo tudo.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.