Inventaram uma engenhoca que captura raios X 3D coloridos do corpo humano
843
Compartilhamentos

Inventaram uma engenhoca que captura raios X 3D coloridos do corpo humano

Último Vídeo

Você, assim como a maioria das pessoas, tem dificuldade de decifrar o que os raios X mostram? Afinal, além dos ossos — e de coisas bizarras que eventualmente foram introduzidas no corpo —, as imagens mostram apenas uma porção de manchas cinzentas que apenas quem teve os olhos treinados consegue identificar!

Raio xComo é que essa chave foi parar aí? (All That Is Interesting)

No entanto, inventaram uma engenhoca que, se não ajudar o povão a reconhecer mais estruturas e tecidos do corpo humano, pelo menos vai tornar os exames de raios x muito mais interessantes — e sinistros! Isso porque, de acordo com Michael Irving, do site New Atlas, essa nova máquina é capaz de capturar imagens tridimensionais e coloridas do corpo humano por meio de um dispositivo desenvolvido pelo pessoal do CERN para, originalmente, ser usado no Grande Colisor de Partículas.

Preto e branco

Conforme nós aqui do Mega Curioso explicamos em uma matéria anterior — que você pode conferir na íntegra através deste link — os aparelhos de raios X funcionam mais ou menos como máquinas fotográficas, só que, em vez de utilizar a luz para expor o filme, eles empregam os... raios X, que nada mais são do que um tipo de radiação eletromagnética!

Exame de imagemEita! (New Atlas/Mars Bioimaging)

No entanto, apesar de essa radiação se apresentar na forma de ondas magnéticas — como a luz —, ela é mais energética e, portanto, é capaz de penetrar vários materiais com intensidade variável. Assim, como os músculos, a gordura, os ossos e outros órgãos absorvem os raios X em níveis distintos, os exames permitem observar e distinguir as diferentes estruturas e tecidos que existem no nosso corpo.

Exame de imagem (New Atlas/Mars Bioimaging)

Só que, embora os aparelhos de raios X sejam uma ferramenta de enorme importância para médicos e especialistas, as imagens não especialmente detalhadas — e é aqui que entra o modelo atualizado que captura registros tridimensionais e coloridos. Segundo Michael, a nova máquina foi criada por uma companhia neozelandesa chamada Mars Bioimaging, e vem equipada com um sensor desenvolvido no CERN.

Modelo atualizado

Esse dispositivo foi criado para rastrear partículas no interior do grande colisor e, no novo equipamento de raios X, o que ele faz é detectar e contar todas as partículas que atingem cada um dos pixels presentes no sensor do aparelho. Assim, primeiro, a engenhoca — batizada de “Spectral CT” — mede o comportamento de comprimentos de onda específicos dos raios X conforme eles passam através de diferentes materiais.

Exame de imagem (New Atlas/Mars Bioimaging)

Depois, os dados coletados são submetidos a algoritmos desenvolvidos pelo time da Mars Bioimaging e, então, com base nas informações espectrográficas obtidas durante o exame, a máquina gera uma imagem tridimensional.

Exame de imagem (New Atlas/Mars Bioimaging)

Nesse resultado é possível ver claramente músculos, gordura, água, ossos e até identificar o surgimento de doenças como distúrbios vasculares, problemas nas articulações e determinados tipos de câncer, por exemplo, permitindo que médicos e especialistas façam diagnósticos mais precisos e definam tratamentos mais eficazes. Já para os pacientes que não entendem muito bem o que os exames mostram, as imagens são praticamente uma foto do interior do corpo.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.