Os 3 mistérios mais inacreditáveis do Universo

Os 3 mistérios mais inacreditáveis do Universo

Último Vídeo

3 - O Apocalipse do bóson de Higgs

Existem muitas teorias do fim do mundo, mas nem todas têm embasamento científico. Infelizmente esta é aceita por muitos cientistas, incluindo Stephen Hawking, e pode já estar acontecendo.

Você lembra da "partícula de Deus"? A descoberta do bóson de Higgs, resultado de experimentos no Grande Colisor de Hádrons, foi tão importante que a partícula ganhou este apelido quando concluiu-se que ela possivelmente une as demais partículas conhecidas da matéria e transportadores de força.

Se Deus cria, também destrói: cientistas apostam na possibilidade da formação de uma bolha repleta de energia de Higgs que se espalharia como vácuo, destruindo átomos no caminho. É possível também que ela já tenha se formado em algum lugar remoto do Cosmos e esteja vindo em nossa direção.

2 - Estrelas-zumbi

Assim como os seres vivos, as estrelas em nosso Universo nascem, se desenvolvem e morrem. O que acontece com uma estrela é previsível pois estudos científicos identificaram os padrões do ciclo de vida estelar.

O que ninguém esperava era descobrir exceções ao ciclo de vida das estrelas. Diferente dos seres em nosso planeta, estrelas podem voltar à vida após a morte.  Este acontecimento extremamente raro descoberto recentemente intriga os astrônomos e segue sem explicações de como acontece.

(Supernova mais velha já registrada: supernovas se formam nos estágios finais da vida de algumas estrelas / Imagem: NASA)

1 - Matéria estranha

Este tipo de matéria ainda não teve sua existência no Universo comprovada, mas teoricamente ela tem a capacidade de transformar a matéria comum, de tudo que conhecemos, em algo estranho como ela.

A matéria comum é organizada, se estrutura em átomos que possuem núcleo com prótons e elétrons, que, por sua vez, contém quarks. Muito diferente da comum, na matéria estranha os quarks não estariam contidos em lugar algum.

Os quarks mais comuns são os "up" e "down". Quando comprimidos, eles mudam suas características e ficam mais pesados, tornando-se quarks "estranhos". Quarks "up", "down" e "estranhos" combinados igualmente formam a partícula strangelet, que formaria a matéria estranha. O surgimento de strangelets em experimentos é uma possibilidade real para parte da comunidade científica e muito assustadora, pois significaria o fim do nosso Universo. Uma partícula comum tocando numa strangelet causaria um rápido efeito em cadeia, destruindo tudo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.