Descubra 7 curiosidades sobre o incrível cérebro dos cães

Descubra 7 curiosidades sobre o incrível cérebro dos cães

Último Vídeo

A relação entre o homem e o cachorro data de mais de 20 mil anos. Ele não apenas é um companheiro de todos os momentos ou “o melhor amigo do homem”, mas também entende e se conecta de maneiras únicas. Ao longo do tempo, a ligação do bicho com o ser humano influenciou no comportamento de cada raça, sendo alguns mais companheiros, outros de caça, pastoreio e por aí vai.

Assim, o cachorro desperta a curiosidade de cientistas e o comportamento canino é alvo de inúmeras pesquisas. Algumas revelaram sua incrível inteligência e complexidade de seu cérebro. Separamos os fatos mais interessantes sobre a mente desse amigo inseparável. Confira!

O incrível cérebro do cachorro

cachorro-cerebro
(Fonte: Freepik)

7) Depressão e ansiedade

Assim como os humanos, os cães podem desenvolver depressão e ansiedade. Os sintomas também são bem parecidos, com perda de apetite, desânimo para brincar,  autoisolamento e a perda do interesse por suas atividades favoritas. Um problema muito comum é a ansiedade da separação: o cachorro acaba apresentando mau comportamento, destruindo as coisas ou fazendo xixi em locais impróprios, por exemplo.

6) Olfato incrível

Os cães possuem um olfato muito desenvolvido, com até 300 milhões de receptores de cheiros. Assim, sua capacidade é, em média, 44 vezes mais apurada que a de um humano. Esse é um dos motivos pelos quais o animal sabe que você está chegando mesmo estando ainda distante.

E não para por aí: segundo um estudo preliminar publicado no Journal of Comparative Psychology, um cachorro é capaz de criar imagens mentais a partir dos cheiros e imaginar o que acontecerá a partir delas.

5) Compreensão de expressões faciais

Os cachorros são sensíveis a sinais emocionais, podem responder a lágrimas e buscar confortar o dono quando esse parece triste. Estudos recentes indicam que a capacidade de reconhecimento que o animal possui é semelhante a de um bebê de seis meses a dois anos de idade.

4) Comunicação

a

Os cães não conseguem verbalizar aquilo que sentem, mas tentam através de expressões faciais, do movimento do rabo e emitindo sons. Felicidade, curiosidade, agitação, confiança, timidez, submissão, agressividade, dentre outros sentimentos, podem ser percebidos pelos tutores com o tempo.

3) Compreensão de palavras faladas

São duas as formas de compreensão: os cachorros entendem cerca de 165 palavras faladas e com treinamento é provável que consigam compreender ainda mais. Mas os cães também utilizam o tom da voz de quem se comunica para entender melhor as informações e, assim, percebem se você está estressado, com raiva ou se divertindo.

2) Objetividade e raciocínio

Um cão consegue ser mais objetivo e racional que um ser humano, tomando decisões mais assertivas. Mesmo que escolha um caminho que possa parecer mais longo, existe sempre uma lógica na preferência. Outro ponto que pode parecer incomum, é que os cães são bons em matemática básica, com uma capacidade que se assemelha à de uma criança pequena.

1) Ciúmes

Sim, eles sentem ciúmes. Quando você dá atenção para outro animal ou pessoa, os cães podem demonstrar esse sentimento por meio da mudança de comportamento ou fazendo algo que não deveriam.

Essas foram apenas algumas curiosidades sobre os cachorros. Muitos estudos ainda precisam ser feitos sobre o comportamento canino, afinal, seu cérebro é quase tão complexo quanto o humano.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.