Astrônomos detectam oxigênio molecular fora da Via Láctea

Astrônomos detectam oxigênio molecular fora da Via Láctea

Último Vídeo

De acordo com um estudo publicado no Astrophysical Journal, pela primeira vez foi detectado oxigênio molecular fora de uma galáxia, mais especificamente da Via Láctea.

A substância corresponde ao mesmo gás utilizado na respiração humana e, apesar de ser um dos elementos mais comuns do universo, ele ainda não havia sido encontrado fora da Via Láctea.

A descoberta do oxigênio molecular fora da Via Láctea

O oxigênio molecular identificado foi encontrado em uma galáxia chamada Markarian 231, que fica a 581 milhões de anos-luz do planeta Terra. Esta inclusive é a galáxia mais próxima de nosso planeta que possui um quasar. A propósito, quasar nada mais é do que uma espécie de nuvem de gás giratória localizada próxima a um buraco negro supermassivo e que, por conta da elevada temperatura, tem um brilho muitíssimo intenso.

Com a utilização de radiotelescópios posicionados na França e na Espanha, os astrônomos conseguiram detectar uma radiação portando um comprimento de onda de 2,52 milímetros, sendo essa aliás a marca da presença de oxigênio molecular.

Cientistas identificam oxigênio molecular fora da Via Láctea pela primeira vez Fonte: NASA/ESA/Hubble Heritage/Hubble collaboration/A. Evans/University of Virginia/NRAO/Stony Brook University/Divulgação.

Segundo informado pelos especialistas, a emissão da substância em questão é situada em regiões a 32.615 anos-luz do centro de Markarian e pode ser fruto do contato entre as moléculas que escapam do núcleo ativo da galáxia com as nuvens moleculares em sua nuvem externa.

Caso os resultados sejam efetivamente confirmados, essas pesquisas servirão como base para estudos futuros a respeito da existência e o comportamento da substância em outras galáxias.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.