Homem morre após família desligar ventilador mecânico por acidente

Homem morre após família desligar ventilador mecânico por acidente

Último Vídeo

Na semana passada (15), um homem indiano de 40 anos perdeu a vida de forma trágica no Hospital Maharao Bhim Singh, na cidade de Kota, estado de Rajasthan na Índia, depois que seus familiares, em visita, desconectaram o ventilador mecânico que o mantinha vivo, para ligar um climatizador levado por eles. 

O homem havia sido internado no hospital dois dias antes  com dificuldades respiratórias. Ao site Vice, o dr. Navin Saxena, superintendente médico, afirmou que "o hospital não foi designado como um centro covid-19, mas, para a segurança de nossos pacientes, criamos uma ala improvisada de isolamento para admitir pacientes suspeitos". 

No dia em que o homem com problemas respiratórios foi transferido para o isolamento, sua família chegou ao hospital para visitá-lo. A temperatura em Kota estava muito elevada (cerca de 41 ºC) e o ar condicionado do hospital estava desligado para impedir a propagação do vírus.

Fonte: IndiaMed Today/ReproduçãoFonte: IndiaMed Today/Reprodução

A visita dos familiares

Sabedores da situação, os familiares trouxeram com eles um climatizador elétrico. Porém, ao tentar conectar o aparelho, depararam-se com a ausência de tomadas, todas elas usadas nos equipamentos hospitalares, inclusive o ventilador mecânico utilizado por seu parente para respirar.

E foi justamente essa tomada que eles escolheram para desligar e conectar o seu climatizador. Sem se preocupar em consultar a equipe médica do hospital, fizeram a troca sem perceber que, após alguns minutos, o ventilador mecânico parou de funcionar quando encerrada a carga de sua bateria reserva de emergência.

O que aconteceu a seguir foi o que ocorre quando um paciente que necessita ser ventilado não recebe o tratamento: há uma queda na oxigenação que pode levar à falência dos órgãos. O alarme do monitor disparou e os médicos tentaram a respiração cardiorrespiratória, mas já era muito tarde. 

Segundo o dr. Saxena, o médico de plantão atestou que a morte do homem ocorreu como consequência do comportamento negligente e irresponsável da família. 

No entanto, afirmou o diretor clínico, "Criamos um comitê com o vice-superintendente do hospital, superintendente de enfermagem, equipe da ala de isolamento e diretor médico para registrar um relatório que detalha o que aconteceu."

Ironicamente, embora as queixas iniciais do paciente fosse dificuldades respiratórias, seu teste, revelado após a morte, deu negativo para covid-19.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.