Canabidiol: uma única dose ativa região do cérebro ligada à memória

Canabidiol: uma única dose ativa região do cérebro ligada à memória

Último Vídeo

Em um estudo publicado no periódico científico Journal of Psychopharmacology na última sexta-feira (7), cientistas da University College London (UCL) afirmaram que uma única dose de canabidiol (CBD), o ingrediente não psicoativo da planta da maconha, aumenta temporariamente o fluxo sanguíneo para certas regiões do cérebro envolvidas no processamento da memória.

A descoberta pode explicar, segundo os pesquisadores, alguns dos efeitos terapêuticos atribuídos ao canabidiol no tratamento de pessoas com estresse pós-traumático, ansiedade e outros transtornos mentais.

O fluxo sanguíneo mostrou-se mais intenso nos sujeitos que receberam o CBD (Fonte: University College London/Divulgação)O fluxo sanguíneo mostrou-se mais intenso nos sujeitos que receberam o CBD (Fonte: University College London/Divulgação)

O estudo sobre o canabidiol

No estudo clínico randomizado controlado, foram administradas 600mg de CBD oral ou um placebo a um grupo de 15 jovens saudáveis. Em seguida, os pesquisadores usaram imagens de ressonância magnética (RM) para observar como a droga alterou os níveis de oxigênio no sangue dos cérebros daqueles participantes.

A análise das imagens revelou que uma única dose da substância elevou de forma significativa o fluxo sanguíneo para o hipocampo, uma estrutura localizada nos lobos temporais do cérebro que regula as emoções, o aprendizado e a memória.

Foi igualmente observado um incremento no fluxo sanguíneo no córtex pré-frontal, uma área do córtex orbitofrontal, que fica na parte da frente da nossa cabeça, que é utilizado para processar o comportamento social e a tomada de decisões.

Num release divulgado pelo UCL, o líder da pesquisa, dr. Michael Bloomfield, explicou a importância da descoberta: "Até onde sabemos, este é o primeiro estudo a descobrir que o canabidiol aumenta o fluxo sanguíneo para regiões importantes envolvidas no processamento da memória, particularmente o hipocampo".

Comprovando as propriedades farmacêuticas do CBD

Estudando as propriedades da Cannabis (Fonte: Shutterstock)Estudando as propriedades da Cannabis (Fonte: Shutterstock)

Nos últimos anos, as propriedades do canabidiol têm sido apregoadas por muitos divulgadores da saúde e bem-estar em inúmeros produtos que vão desde suplementos alimentares e comida para cachorro até cremes faciais e café. Porém, nem todos esses benefícios anunciados foram submetidos a estudos científicos.

Entretanto, vários estudos têm comprovado propriedades farmacêuticas promissoras no CBD, que tem sido usado para tratar a ansiedade e aliviar sintomas de epilepsia, depressão e dor crônica. Também há evidências de que a substância pode melhorar a memória.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.