Governo egípcio abre sarcófago com múmia de 2,5 mil anos; veja os vídeos

Governo egípcio abre sarcófago com múmia de 2,5 mil anos; veja os vídeos

Último Vídeo

No último sábado (3), arqueólogos egípcios abriram um sarcófago de 2.500 anos e revelaram, para uma audiência ao vivo, a antiga múmia. Filmada e aplaudida por uma multidão de espectadores ávidos, e pouco protegidos, essa é uma das 59 urnas funerárias lacradas, descobertas no início deste ano em Saqqara.

Num comunicado à imprensa, o Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito informou que os 59 caixões de madeira foram descobertos em três poços funerários de 12 metros, junto com estatuetas do deus Seker, importante figura no ritual da morte.

Quando o sarcófago foi aberto no sábado (03), após cerca de 2.500 anos, o vídeo do rompimento do selo ancestral, apresentado pelo Ministério do Turismo e Antiguidades, tornou-se imediatamente viral nas redes sociais. As cenas revelam a múmia dentro da caixa, envolta numa mortalha ornamentada. Veja abaixo:

O vídeo da múmia se tornou viral

O vídeo da revelação da múmia de 2.500 anos logo se tornou viral no Twitter, com mais de 9 milhões de visualizações. Mas, embora admirados, a maioria dos comentaristas não aprovou a abertura do caixão, e nem a forma como foi realizado o espetáculo.

Muitos questionaram que a abertura de uma urna funerária, num ano com tantas mortes pela covid-19, não seria apropriado. Outros reproduziram crenças e teorias folclóricas a respeito de maldições que poderiam advir da profanação de túmulos.

A abertura do caixão causou comoção no mundo inteiro. Muitos internautas se impressionaram com o perfeito estado de preservação dos sarcófagos descobertos, mas várias pessoas criticaram o evento. Para estes, a forma como foi realizada a cerimônia causou aglomerações, o que é sempre preocupante em tempos de pandemia.

Vejam abaixo mais um vídeo, feito pelo embaixador da Nova Zelândia no Egito, Greg Lews.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.