Seja o primeiro a compartilhar

NASA: helicóptero de Marte fará testes para voar em outros mundos

Neste momento, um helicóptero está voando em direção ao planeta Marte. Naturalmente, não voa de forma autônoma, mas de carona, na “barriga” do rover Perseverance da NASA: o esbelto Ingenuity está apenas a algumas semanas de se tornar a primeira aeronave a voar em um mundo diferente da Terra.

via GIPHY

Após ultrapassar os 70 milhões de quilômetros que nos separam do Planeta Vermelho, o Ingenuity passará por diversos testes que serão o ponto de partida para a construção de aeronaves maiores e melhores, com capacidade para transporte de cargas úteis, e que poderão voar em outros planetas.

O engenheiro-chefe do Ingenuity, Bob Balaram, compara a missão do Ingenuity em Marte ao voo pioneiro dos irmãos Wright, referindo-se à decolagem do primeiro avião, que concedeu à dupla a primazia da criação do primeiro aparelho voador controlado da história. 

Fonte: NASA/Divulgação
Fonte: NASA/Divulgação

O projeto do Ingenuity

Balaram e sua equipe do Jet Propulsion Laboratory tiveram que enfrentar muitos desafios para projetar o Ingenuity. Quando o dispositivo chegar a Marte em fevereiro próximo, pode enfrentar quedas de temperatura de até -90º C na cratera de Jezero. Faz tanto frio no planeta vermelho que só um terço da potência será usado para voar; o restante da energia aquecerá os sistemas do aparelho à noite.

Além das baixas temperaturas, o Ingenuity terá que encarar a atmosfera de Marte, 99% mais fina que a da Terra e com apenas um terço da sua atração gravitacional. Para obter sustentação, o helicóptero irá utilizar duas hélices de fibra de carbono de 1,2 metro cada a uma rotação de 2,4 mil rpm em motores de rotação contrária.

O objetivo do Ingenuity na missão é testar algumas operações básicas: com menos de 2 kg de peso, o helicóptero irá apenas decolar, pairar algumas dezenas de metros acima do solo marciano, manobrar no ar rarefeito do planeta e pousar em um terreno plano. Durante 30 dias marcianos, os engenheiros avaliarão, de casa, os voos de teste.

A cada tentativa, o helicóptero voará mais alto e mais longe. Cada decolagem, cada noite sem congelar e cada descida serão desafios a serem vencidos. Infelizmente, ao final dos testes, o Ingenuity ficará para trás, como um símbolo ou como prova de que aeronaves terrestres podem operar em outros planetas.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.