Satélite captura imagens da limpeza do Observatório de Arecibo

Novas imagens divulgadas pelo satélite da Maxar Technologies apresentaram mais detalhes do momento em que equipes removem os restos do Observatório de Arecibo, em Porto Rico, que entrou em colapso no início de dezembro de 2020.

Nas fotos, é possível observar de forma mais clara como ficou a situação do observatório após a queda de uma plataforma elevada de aproximadamente 900 toneladas que destruiu completamente a antena de rádio localizada 140 metros abaixo. Com a limpeza em andamento há semanas, agora os registros são mais nítidos e a visão geral de sua estrutura atual mostra o impacto total dos danos causados pelo colapso.

"Nós da Fundação Nacional de Ciência estamos extremamente gratos por as zonas de segurança serem adequadas e por ninguém ter ficado fisicamente ferido", disse Ashley Zauderer, diretora de programa do Observatório de Arecibo da fundação, responsável pelas instalações desde 1970. "Eu digo 'fisicamente ferido' porque queremos comunicar claramente que entendemos que este foi um evento muito traumático, impactando muitas pessoas. Há muita dor".

Confira abaixo as imagens do satélite.

(Fonte: imagem de satélite - Maxar Technologies / Reprodução)(Fonte: imagem de satélite - Maxar Technologies / Reprodução)

(Fonte: imagem de satélite - Maxar Technologies / Reprodução)(Fonte: imagem de satélite - Maxar Technologies / Reprodução)

Semanas sem atualizações

A Fundação Nacional de Ciência, que vem supervisionando o desmantelamento dos destroços de Arecibo, não havia publicado atualizações mais recentes em suas redes sociais, aparentemente devido a enfrentamentos de problemas mais severos como fenômenos naturais e os perigos de cabos soltos e instalações em situação de risco. 

Com a etapa de limpeza parcialmente concluída, os administradores do observatório esperam concluir as investigações preliminares sobre o que pode ter motivado o colapso, ao mesmo tempo que planejam as próximas ações em relação aos restos coletados e às peças disfuncionais.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.