Por que os desertos são quentes de dia e frios de noite?

A Terra é um lugar no Universo repleto de fenômenos curiosos e acontecimentos bizarros que permeiam a existência humana. Às vezes, porém, a natureza surge com alguns contrastes realmente impressionantes, como é o caso das drásticas mudanças de temperatura nas regiões desérticas entre o período diurno e noturno.

O Deserto do Saara, por exemplo, pode atingir inacreditáveis 50?°C durante o dia e congelam em -10?°C após o pôr do Sol. Porém, por que essa inusitada mudança de temperatura em pouco tempo acontece? Pois saiba que a verdadeira culpada para tudo isso é a areia!

Condução de calor

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Quando o Sol aparece, a areia assume seu excelente papel de distribuidora de calor e passa a refleti-lo de volta para o ar. Entretanto, esse material é péssimo em reter calor. Dessa forma, assim que a luz do dia se vai, todo o calor armazenado pela areia durante a tarde se dissipa rapidamente.

Uma coisa que poderia ajudar essas regiões a reter calor durante as madrugadas seria a umidade do ar, porém essa não é uma característica presente nos desertos. Sem a presença de luz solar ou de qualquer umidade, o calor diurno não encontra nenhum lugar para permanecer e tão logo o deserto se transforma em uma verdadeira geleira.

Aliás, a falta de umidade é outro fator que faz com que as regiões desérticas pareçam mais quentes do que outros lugares no mundo com termômetros indicando casas semelhantes. Como o vapor da água precisa de muita energia solar para aquecer, climas secos deslocam toda a fonte de calor rapidamente.

A umidade e fatores externos

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)

Resumindo, as propriedades físicas da areia e a falta de umidade nos desertos da Terra são os principais causadores das alterações rápidas nos termômetros locais. Com a chegada da noite, não existe nenhum vapor de água para manter o clima fresco do entardecer e o ar quente vai embora esperando retornar com a chegada de um novo dia.

Alguns outros fatores também podem fazer parte dessa equação. Por exemplo, a presença de nuvens e vento são duas coisas capazes de impedir a queda brusca de temperatura. Entretanto, os desertos não costumam lidar muito bem com o meio-termo. Ou você derreterá de calor, ou acabará congelando de frio.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.