Seja o primeiro a compartilhar

Cientistas propõem criar 'Arca de Noé' na Lua para salvar a Terra

Pensando em garantir a continuidade da vida na Terra em caso de catástrofes globais, cientistas da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, querem construir uma espécie de “Arca de Noé Lunar” para armazenar amostras de material genético de milhões de espécies terrestres na Lua. A ideia foi apresentada durante a Conferência Aeroespacial do Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos (IEEE), iniciada no último dia 6.

Conforme o engenheiro aeroespacial e autor principal do estudo Jekan Thanga, o projeto consiste em criar um banco de genes de 6,7 milhões de espécies terrestres, incluindo seres humanos, que seriam enviadas dentro de “arcas” e armazenadas em poços lunares e tubos de lava subterrâneos que se acredita existirem por lá.

Esses poços na Lua seriam o lugar perfeito para guardar as amostras, segundo Thanga, pois oferecem proteção contra as grandes variações de temperatura do satélite natural e outras ameaças existentes na superfície, como a queda de meteoritos e radiação cósmica.

Ilustração mostra como seriam armazenadas as arcas com genes nos poços lunares. (Fonte: All Thats Interesting/Reprodução)Ilustração mostra como seriam armazenadas as arcas com genes nos poços lunares. (Fonte: All Thats Interesting/Reprodução)

O projeto seria uma versão espacial e estendida do Silo Global de Sementes de Svalbard, no Polo Norte, onde são mantidas mais de 900 mil amostras únicas, cada uma com 500 sementes de plantas, cuja proposta é garantir a biodiversidade do planeta em situações de emergência.

Projeto grandioso

Controladas por robôs e alimentadas por painéis solares instaladas na superfície lunar, as arcas seriam armazenadas em condições extremamente frias e ideais, possibilitando guardar com segurança sementes, espermatozoides, óvulos e outros materiais genéticos.

A criação de toda essa estrutura e o envio dos materiais até o satélite envolveria um total de 250 lançamento de foguetes, conforme os cálculos da equipe participante da pesquisa, que considerou a quantidade “não muito grande” — a título de comparação, a construção da Estação Espacial Internacional foi feita com 40 lançamentos.

Guardadas em locais mais seguros do que se estivessem na Terra, conforme os pesquisadores, as arcas lunares com materiais genéticos poderiam ser utilizadas durante uma eventual reconstrução do planeta após colapsos causados por desastres ambientais, guerras nucleares, erupções vulcânicas, pandemias, queda de asteroide ou qualquer outro evento capaz de colocar a biodiversidade em risco.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.