Seja o primeiro a compartilhar

Mulher chora lágrimas de sangue durante menstruação; entenda

Cólicas, mudanças de humor, barriga inchada... estes são alguns dos sintomas mais comuns que podem surgir quando a mulher está no período menstrual. Mas, você já ouviu falar em pessoas que “choram sangue” durante a menstruação? Isto aconteceu com uma jovem de 25 anos, que precisou ir ao pronto-socorro quando lágrimas de sangue começaram a sair de seus olhos.

O caso foi publicado na edição de março da revista British Medical Journal (BMJ), periódico do Reino Unido, considerado um dos mais conceituados da área médica no mundo. Embora raras, as lágrimas compostas total ou parcialmente por sangue são uma condição real, chamada de hemolacria.

Em caso raro na medicina, jovem produz lágrimas de sangue.Em caso raro na medicina, jovem produz lágrimas de sangue.

Em um curto espaço de tempo de 2 meses, a mulher precisou procurar atendimento médico duas vezes e, em ambas, ela estava em seu período menstrual. Embora o “choro de sangue” pudesse parecer um indício de que algo grave estava acontecendo, os pesquisadores informaram que os exames feitos nela não indicaram nenhuma irregularidade nos seios da face, nos dutos lacrimais, nem nas próprias lágrimas. O artigo relata também que a jovem teve sangramentos nasais durante o ciclo menstrual.

Os médicos trataram o caso com anticoncepcionais e, depois de 3 meses, a mulher não teve mais nenhum sangramento. Apesar de ser incomum, a hemolacria é uma condição passageira e sem maiores complicações. Na maioria dos casos, ela se resolve com o tempo.

Sangramento pode ser resultado de dois fenômenos

Segundo os pesquisadores, é provável que o caso de hemolacria da jovem, em uma associação muito incomum, possa ter ocorrido junto com outro fenômeno, denominado menstruação vicariante. Esta consiste em um sangramento fora da cavidade uterina, durante o ciclo menstrual.

O documento informa também que “mais pesquisas serão necessárias para entender exatamente o que causou as lágrimas de sangue da mulher e para determinar como tal condição poderá ser tratada de forma eficaz a longo prazo".

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.