O que causa os trovões e relâmpagos?

Tanto as trovoadas quanto os relâmpagos são deslumbrantes atos da natureza que ocorrem no mundo todo. O impactante som de uma descarga elétrica e os marcantes raios de luz que caem do céu durante cada tempestade são coisas que os seres humanos aprenderam a vivenciar constantemente.

Porém, você sabe de onde surgem esses fenômenos físicos e quais são as condições que possibilitam suas existências. Chegou a hora de entender um pouco mais sobre o que são os trovões e raios e o que ocorre em nossa atmosfera para que eles continuem aparecendo com frequência.

As tempestades de raios

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Uma tempestade de raios ocorre dentro de um cenário onde a atmosfera esta instável e as massas de ar frio se encontram com massas de ar quente. O ar quente, que tem tendência a subir, colide com o ar frio e forma gotículas de água. Entretanto, às vezes as correntes de ar quente se movem tão rápidas que criam uma corrente elétrica precursora das nuvens de tempestade. 

A nuvem cúmulo-nimbo, como é chamada, é o único tipo de nuvem que pode causar granizo, trovão e relâmpagos. Dentro dessas nuvens, as partículas de água congelada colidem em alta velocidade desenvolvendo essa corrente elétrica. Depois que a carga elétrica se acumula na nuvem, os prótons positivos se formam no topo da nuvem e os prótons negativos se reúnem na parte inferior.

Após algum tempo, o acúmulo adquire carga positiva e precisa ser liberado. Portanto, uma tempestade de raios ocorre quando uma cúmulo-nimbo acumula muita energia e precisa liberá-la em forma de descargas elétricas. 

Diferença entre trovões e relâmpagos

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Os relâmpagos nada mais são do que os fachos de luz ou eletricidade que saem das nuvens durante uma tempestade. Quando uma nuvem está carregada de prótons, eles passam a atrair prótons com cargas opostas em torno deles. Isso significa que prótons carregados positivamente no solo atrairão os prótons carregados negativamente na parte inferior da nuvem — o que termina resultando numa explosão de luz.

Por outro lado, trovão é o nome dado ao som do relâmpago. O estrondo que chamamos de trovão é o som das vibrações criadas pelo raio. Enquanto a descarga elétrica ocorre, ela passa a vibrar as partículas ao seu redor ao longo do seu movimento. Como o relâmpago é uma grande descarga de energia, as vibrações que ele causa são enormes. Por isso, é possível ouvir um raio de longas distâncias.



Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.