Seja o primeiro a compartilhar

Aplicativo usa IA para medir estado emocional de vacas e porcos

Um novo projeto vem prometendo revolucionar a agropecuária. Recentemente, um grupo de pesquisadores da Universidade de Wageningen, na Holanda, desenvolveu um aplicativo baseado no uso da inteligência artificial (IA) que seria capaz de medir o estado emocional de vacas e porcos apenas utilizando fotografias tiradas por aparelhos celulares.

No artigo publicado na bioRxiv, o líder do estudo, Suresh Neethirajan, falou um pouco mais sobre a nova criação e como ela vem desempenhando na fase de testes. De acordo com os cientistas envolvidos no projeto, pesquisas anteriores já haviam demonstrado que animais de fazenda são mais produtivos quando não estão vivendo em condições estressantes.

Revolução no agronegócio

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Tendo em vista que o estresse é um fator importante para a produtividade no setor pecuário, diversos produtores rurais desenvolveram técnicas diferentes para evitar que seus rebanhos fossem prejudicados por emoções negativas. Em alguns casos, fazendeiros chegaram a colocar proteger a visão das vacas de enxergar o espinho que é usado para matá-las para evitar que os hormônios do estresse entrassem na carne.

Entretanto, estudos mais recentes sugerem que esse tipo de medida não é o suficiente para evitar com que os animais convivam com o estresse. Para isso, as fazendas teriam que ser projetadas para ambientes que promovessem paz ou até mesmo atividades que causassem diversão entre os animais e gerassem respostas positivas.

Um dos exemplos de eficácia desse tipo de prática é que as vacas e cabras felizes possuem maior tendência a produzir mais leite do que quando estão entediadas. Porém, Neethirajan destaca em suas notas que o estado emocional de um animal pode ser bastante subjetivo, levando a conclusões incorretas pelos humanos. Para resolver esse problema, ele adaptou um software de reconhecimento de rosto humano para uso na detecção de emoções em vacas e porcos.

Entendendo o aplicativo

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Batizado de WUR Wolf, o sistema operacional do aplicativo é baseado em diversas tecnologias de IA que trabalham no reconhecimento de objetos, mas com diferentes conjuntos de recursos. Durante a fase de testes, os pesquisadores usaram um banco de dados de milhares de imagens de vacas e porcos tiradas com um smartphone em seis fazendas localizadas em vários países.

Cada imagem foi classificada de maneira que certas características físicas fossem associadas com algum tipo de humor — orelhas levantadas em uma vaca, por exemplo, geralmente indicam que o animal está animado. Segundo o estudo, o sistema é aproximadamente 85% preciso.

Em declaração, Neethirajan disse que mais ajustes serão necessários até que o produto esteja pronto, mas observa que ele tem tudo para servir como uma ferramenta útil para melhorar a qualidade dos produtos produzidos por meio do monitoramento contínuo do gado.



Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.