Cobras têm ouvidos? Saiba a resposta para esse enigma

As cobras são animais selvagens com características bastante únicas, como seus corpos sem membros, línguas vibrantes e a incrível habilidade de devorar uma presa por completo em uma única mordida. De maneira geral, as serpentes costumam usar o olfato como principal sentido de caça, apesar de também contarem com a visão e a audição.

Mas você já se perguntou como é que as cobras escutam? Será que elas possuem algum tipo de orelha que não enxergamos? A resposta para essa pergunta pode ser mais complicada do que parece. Por isso, no artigo de hoje nós abordaremos a anatomia das cobras para entender um pouco mais sobre essas impressionantes criaturas.

Ouvidos internos

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Assim como outros répteis, as cobras não têm uma estrutura de orelha externa. Por outro lado, elas possuem ossos do ouvido dentro de suas cabeças, os quais são utilizados para fornecer a audição. Essa forma de ouvido, entretanto, costuma apresentar algumas limitações quando comparada com as de outras classes de animais.

"Quando você pensa em animais, seja um cachorro ou um coelho, eles ouvem um barulho em uma direção diferente e mudam o ouvido externo para capturar melhor aquele som caso aconteça novamente", explicou Sara Ruane, pesquisadora da Universidade Estadual de Nova Jérsei, ao portal Live Science.

Segundo Ruane, as cobras contam a "engrenagem" do ouvido, onde os processos reais de audição de fato acontecem. As orelhas são normalmente compostas de três partes principais: o ouvido externo, o ouvido médio e o ouvido interno. Para se ter ideia, as cobras não têm ouvido externo e ouvido médio.

Processo auditivo

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

O ouvido externo é a parte da audição que concentra o som no tímpano, membrana que separa o ouvido externo do ouvido médio. Enquanto isso, o ouvido médio contém três ossos que transmitem o som do tímpano ao ouvido interno por meio de vibrações, que por sua vez transforma essas vibrações em impulsos nervosos que chegam ao cérebro para que este possa interpretá-los. 

Como as cobras possuem apenas o ouvido interno, isso permite que elas ouçam as vibrações, como um predador se aproximando do solo da floresta, mas não sejam tão proficientes em ouvir sons transmitidos pelo ar. Essa configuração de sistema auditivo também limita consideravelmente a gama de frequências sonoras que elas interpretam. 

Por sorte, esse não é um grande problema para a espécie, em parte porque elas não usam vocalizações para se comunicarem. De acordo com estudos, as serpentes são incapazes de escutarem os sons que elas mesmo produzem, o que indica que esses barulhos são feitos apenas para amedrontar predadores ou atrair presas. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.