13
Compartilhamentos

Mancenilheira: a árvore mais perigosa do mundo

As plantas fazem parte da paisagem, do nosso cotidiano, e a gente não costuma pensar nelas como coisas perigosas — a não ser quando há espinhos, uma folha venenosa, ou quando alguma árvore muito grande cai. Mas a mancenilheira (Hippomane mancinella), também conhecida como manchineel, em inglês, foge ao senso comum e é tão perigosa não se pode nem ficar muito tempo perto dela. 

A mancenilheira é nativa da América Central, com presença desde a Flórida até o norte da América do Sul. É bastante comum nas praias do Caribe, como Bahamas ou Trinidad e Tobago. Felizmente, ela não existe no Brasil.

Imagem: DreamstimeImagem: Dreamstime

Essa planta se parece com tantas outras que podemos encontrar nas beiras de praias ou mangues, com altura máxima entre 15 e 20 metros, casca acinzentada, folhas de um verde brilhante e frutos que parecem com maçãs-verdes. Porém, a grande diferença é que a mancenilheira é altamente venenosa, mais que qualquer outra planta conhecida. 

Sua seiva contém diversas substâncias que causam fortes reações alérgicas no corpo humano, como o forbol. Ao entrar em contato com a pele, esses compostos geram uma dor insuportável e queimaduras, com surgimento de bolhas, inchaço e outros sintomas.

Afaste-se da mancenilheira

Comer uma dos frutinhas dessa árvore, que se parecem com inofensivas maçãs-verdes, pode corroer suas entranhas — tanto que ela é chamada de manzanilla de la muerte, ou pequena maçã da morte, em espanhol. Contudo, o perigo não está apenas em comer os frutos: chegar perto da árvore já pode ser o suficiente para causar problemas. 

Isso porque as substâncias tóxicas da mancenilheira podem ser liberados ao encostar em qualquer parte da árvore. Ficar embaixo dela quando chove é como tomar um banho de veneno. Nem mesmo cortar sua madeira é recomendado, já que o veneno pode ser liberado no ar. Queimá-la também gera uma fumaça tóxica. Durante séculos, a seiva de mancenilheira foi usada para envenenar flechas de tribos locais, ajudando em batalhas.

Imagem: Oddity Central/ReproduçãoImagem: Oddity Central/Reprodução

A seiva da mancenilheira ou manchineel é extremamente nociva para a maioria dos animais, exceto para uma espécie de iguana da região, que vive tranquilamente em seus galhos. Ainda bem que a espécie não depende de animais que comam seus frutos para espalhar sementes e se reproduzir: a água do mar já cumpre esse papel. O veneno ainda acaba protegendo a árvore, já que poucos se atrevem a mexer com ela.

Por isso, as regiões turísticas que contem essa árvore costumam sinalizá-la com listras vermelhas e até placas explicando os perigos para turistas desavisados. Então, quando você partir em sua próxima viagem ao Caribe, tome cuidado com a mancenilheira!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.