6 tipos de maçã com cores que você nunca viu!

Provavelmente, você está acostumado a encontrar maçãs vermelhas ou verde-claras. Contudo, você sabia que ao redor do mundo há diversos tipos de maçã com cores bem exóticas? Veja a seguir!

1. Golden Delicious

Uma das variedades mais novas, a Golden Delicious foi plantada no início de 1900 em uma fazenda do estado de West Virgínia (EUA) e passou a ser comercializada em 1916. Contudo, até hoje ainda não se sabe exatamente qual é a sua linhagem.

(Fonte: Markon/ Reprodução)(Fonte: Markon/ Reprodução)

2. Antonovka

Mesmo mais discreta, a Rússia também tem a sua maçã amarela. A Antonovka se tornou conhecida no século XIX. Além da cor, a excelente resistência ao frio ajudou na popularidade da fruta, tanto que até os Estados Unidos resolveram importá-la. 

(Fonte: Plant Snap/ Reprodução)(Fonte: Plant Snap/ Reprodução)

3. Black Diamond

As maçãs Black Diamond são uma variedade pertencente à família Chinese Red Delicious. A verdade é que elas não são completamente pretas, mas, sim, de um tom bem escuro de roxo. Originárias das montanhas do Tibete, a cor inusitada se deve às baixas temperaturas da região. 

(Fonte: Twitter/ Christina Persaud/ Reprodução)(Fonte: Twitter/ Christina Persaud/ Reprodução)

4. Pink Pearl

O destaque da Pink Pearl, maçã nativa da Califórnia (EUA), não é a casca dela, mas o interior. Essa variedade apresenta uma poupa entre o rosa e o vermelho e surgiu em 1944 nas mãos de Albert Etter, um especialista na criação de plantas. 

(Fonte: Adam Apples/Reprodução)(Fonte: Adam Apples/Reprodução)

5. Opala

Aqui, temos o resultado do cruzamento entre a Golden Delicious e a Topázio: a Opala. O amarelo da casca dessa maça chama atenção, mas o interior dela também surpreende. Ela quase não tem a enzima polifenoloxidase, por isso a poupa quase nunca fica marrom após a fruta ser cortada, ou seja, nada fica com aquele aspecto que lembra fruta estragada.

(Fonte: Super Foodly/ Reprodução)(Fonte: Super Foodly/ Reprodução)

6. Otterson

As maçãs Otterson foram redescobertas e cultivadas pelo geneticista de plantas Dr. Steve van Nocker e pelo botânico Chris Gottschalk no programa de melhoramento PureRed, da Michigan State University. Além da cor, essa variedade se destacou nas pesquisas pela resistência a doenças e por ser rica tanto em antioxidantes quanto nutrientes. Aliás, a sidra feita com ela ganhou alguns prêmios.

(Fonte: Spartan News Room/ Steve Van Nocker/ Reprodução)(Fonte: Spartan News Room/ Steve Van Nocker/ Reprodução)

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.