79
Compartilhamentos

9 frutas e legumes do seu dia a dia que podem ser tóxicos

Nos últimos anos, o debate sobre alimentação saudável tem ganhado cada vez mais espaço. Evitar alimentos gordurosos, frituras e enlatados está entre as principais recomendações dos nutricionistas. Uma alimentação natural costuma ser a mais indicada, mas você sabia que até mesmo frutas e vegetais podem ser tóxicos?

Essa é uma realidade pouco conhecida. Mesmo que a maioria dos itens não ofereça riscos de morte, é importante saber as reações que eles podem causar. Por isso, confira alguns alimentos que podem fazer muito mal para sua saúde.

1. Maçã

A maçã está entre as frutas mais saudáveis que existem. Porém, sua semente contém uma quantidade muito pequena de cianeto, um composto químico que pode até matar. Felizmente, o cianeto só é liberado caso a semente seja mastigada, e é preciso ingerir cerca de 7 mil sementes de uma vez só para o produto fazer um mal significativo ao corpo.

Maçã. (Fonte: Pixabay)Maçã. (Fonte: Pixabay)

2. Aipo

Esse vegetal é riquíssimo em água, sendo benéfico para o sistema gastrointestinal, controle do açúcar e prevenção de infecções urinárias. Porém, ele retira toda essa água do solo, carregando todas as toxinas dos agrotóxicos. Algumas são mais difíceis de lavar, por isso, antes de consumir o produto, capriche em sua higienização.

Aipo. (Fonte: Pixabay)Aipo. (Fonte: Pixabay)

3. Caju

Nunca coma essa fruta crua, direto do pé. Ela tem um composto químico chamado urushiol, também presente na hera venenosa, por exemplo. A reação alérgica ao urushiol pode ser até mesmo fatal. Antes do consumo, é recomendado o cozimento no vapor para eliminar esse composto.

Caju. (Fonte: Pixabay)Caju. (Fonte: Pixabay)

4. Mandioca

A toxicidade da mandioca já é mais popular. Comê-la crua pode levar um adulto à morte. A raiz tem uma alta concentração de substâncias precursoras do ácido cianídrico, por isso é necessário preparar corretamente a mandioca para evitar uma indigestão fatal.

Mandioca. (Fonte: Pixabay)Mandioca. (Fonte: Pixabay)

5. Carambola

Essa fruta tem uma alta concentração da neurotoxina caramboxina, que age no cérebro causando agitação e até convulsões. Essa substância é eliminada pelo rim, mas sobrecarrega o órgão, podendo levá-lo à falência. Portanto, pacientes renais estão proibidos de ingerir carambola. Já pessoas saudáveis podem ter problemas se consumir entre 5 e 10 frutas ou tomar entre 0,5 e 1 litro de suco de carambola em um intervalo de 24 horas.

Carambola. (Fonte: Pixabay)Carambola. (Fonte: Pixabay)

6. Cereja

Tal como na maçã, as sementes de cereja contêm uma pequena concentração de cianeto. A situação é mais perigosa pelo fato de essas sementes serem muito pequenas e fáceis de serem engolidas. Felizmente, o cianeto só é liberado se a semente for mastigada. Caso contrário, bastariam 2 sementes para levar qualquer um à morte.

Cereja. (Fonte: Pixabay)Cereja. (Fonte: Pixabay)

7. Batata

Um dos alimentos mais comuns da mesa do brasileiro, a batata contém uma toxina chamada glicoalcaloide. Entretanto, essa substância se concentra principalmente no caule, nas folhas e nos brotos. Se a batata que está na sua fruteira há vários dias começar a brotar, trate de jogar fora. Mesmo que você retire os brotinhos, a concentração da toxina na batata terá aumentado, podendo causar fraqueza, levar ao coma e até matar.

Batata. (Fonte: Pixabay)Batata. (Fonte: Pixabay)

8. Amêndoas

As amêndoas que você compra no mercado estão liberadas para o consumo, já que passaram pelo processo de torragem e cozimento. Do contrário, a concentração de cianeto na semente pode ser fatal.

Amêndoas. (Fonte: Pixabay)Amêndoas. (Fonte: Pixabay)

9. Ruibarbo

Essa hortaliça tem folhas que contêm ácido oxálico, que gera cálculos renais. Portanto, evite usar as folhas para assar ou cozinhar. A parte “boa” é que seria necessário ingerir 5 kg de folha de ruibarbo para ir a óbito, mas mesmo concentrações menores podem causar danos à saúde.

Ruibarbo. (Fonte: Pixabay)Ruibarbo. (Fonte: Pixabay)

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.