Seja o primeiro a compartilhar

7 fatos que provam como o canguru é um animal excêntrico

Vemos um canguru e logo pensamos na Austrália, sua vegetação ímpar e seu povo animado. Agora, volte um pouquinho e foquemos no nosso amigo saltador.

Característico do país da Oceania, ele é uma das 250 espécies de animais marsupiais, aqueles cuja criação dos filhotes é feita junto ao corpo materno. E como bom representante do país, ele é cheio de curiosidades e características muito típicas. Confira.

1. O canguru macho é marombeiro

Tem som de piada, cara de piada, jeito de piada, mas é verdade: os cangurus machos, quando desejam impressionar as fêmeas, flexionam seus músculos. Por essa razão, costumam se exercitar para aprimorá-los.

Se para os humanos, imaginar a cena soa ridícula e patética, no reino animal funciona. As fêmeas da espécie tem o costume de escolher como companheiro o canguru com os bíceps maiores.

2. As fêmeas da espécie podem pausar uma gestação

É possível encontrar mais desta espécie de marsupial do que humanos na Austrália. O bebê canguru, conhecido como "joey", permanece na bolsa materna até que tenha condições de sobreviver fora dela.

Pouco tempo antes de sair, a fêmea torna a engravidar, mas pode pausar a gestação caso o jovem animal ainda não tenha plenas condições de sair de sua bolsa. Quando finalmente o "joey" deixá-la, a fêmea retomará a gravidez.

3. São exímios nadadores

Os cangurus são animais cujas habilidades de natação são bem desenvolvidas. Como o outback australiano é pouco fértil e a vegetação é muito rasteira, o canguru, um animal herbívoro, caminha pelos campos atrás de alimento, precisando, por vezes, atravessar rios.

Outro motivo para aprenderem a nadar é que usam as águas para evitar ataques de predadores. Os cangurus nadam com a cabeça acima da água para respirar e usam suas pernas para nadar.

4. São animais capazes de correr muito rápido

Se você nunca viu um canguru "andando", sugiro que veja o vídeo acima. Um animal adulto é capaz de se mover atingindo a velocidade de 71 km/h em curtas distâncias. A título de comparação, isso é mais rápido do que a velocidade atingida por um cavalo de corrida.

Eles "pulam" porque não são capazes de usar as pernas de maneira independente uma da outra. A velocidade média do salto deste marsupial fica entre 21 e 26 km/h.

5. Gostam de uma briga

Quando acompanhamos alguns machos da espécie, parece que estamos assistindo a um campeonato de kickboxing. Isso porque os cangurus machos duelam pelo domínio de seu grupo ou para conquistar uma parceira.

O biotipo deles é preparado para tal, de modo que a pele ao redor de suas barrigas é espessa, protegendo-os da dor. Ela existe, é claro, mas é menor do que se o golpe for desferido em outro animal.

6. Eles não transpiram

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)

Imagina pular em alta velocidade, brigar com outros de sua espécie e fazer exercícios para ficar fortão e chamar a atenção das fêmeas e não pingar uma gota sequer de suor. Pois esse é exatamente o caso do nosso amigo canguru da foto acima.

Cangurus não possuem glândulas sudoríparas, com isso, para fazer o equilíbrio térmico, lambem os antebraços e as patas, até que fiquem encharcadas. No caso das patas, eles depois esfregam no peito, para deixá-lo úmido. Já em dias muito quentes, eles procuram áreas com sombra para ficar relaxando.

7. Não andam para trás

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)

Até parece superstição, mas há uma razão para que nosso amigo canguru não ande para trás, ou, neste caso, não pule para trás. A responsável é sua grande e musculosa cauda, que impede o movimento.

Esse curioso fato levou a que a Austrália tornasse os cangurus símbolo oficial na maior nação da Oceania. Em seu brasão, além da figura de uma ema, lá está o marsupial. A ideia foi reproduzir o conceito de que, tal qual o animal, o país não retrocederia jamais, seguindo sempre avançando.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.