Seja o primeiro a compartilhar

Múmias infantis de 1 mil anos são desenterradas no Peru

Arqueólogos no Peru recentemente desenterraram os restos mumificados de quatro crianças num antigo espaço cerimonial que remonta a pelo menos 1 mil anos. As múmias infantis foram encontradas ao lado de um adulto em um dos bairros mais antigos da cidade de Lima.

Com base na idade das múmias, os pesquisadores acreditam que as crianças faziam parte da cultura pré-incaica Ychsma, que já habitou a costa central do país. O Reino Ychsma, fundado por volta de 1100 d.C., já dominou a maior parte do vale do rio Lurín antes de ser eventualmente absolvido pelo Império Inca. O cemitério onde os corpos foram encontrados é conhecido como Huaca La Florida.

Descoberta fascinante

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Alguns dos restos mortais recém-descobertos foram encontrados ao pé de uma escada que levava a uma pequena colina, a qual os arqueólogos acreditam ser sido o local de um templo escondido — construído há cerca de 3,5 mil anos. “Toda esta área é uma câmara cerimonial muito importante”, disse o pesquisador Luis Takuda em entrevista à Reuters

Segundo Takuda, as pessoas que viveram nessa região durante o período Ychsma ainda o consideravam um espaço sagrado e, por isso, enterravam seus mortos ali. Ao lado das múmias, também foi encontrado uma grande variedade de cerâmicas. Cada uma das múmias foi descoberta enrolada em posição fetal e embrulhada em feixes de cipó. Para a surpresa dos pesquisadores, alguns dos crânios ainda apresentavam cabelos. 

Essa descoberta ocorreu pouco mais de dois meses após um achado semelhante no distrito de Miraflores, também em Lima, em setembro de 2023. Naquela época, arqueólogos descobriram outra múmia de 1 mil anos, com longos cabelos castanhos, modelados em um estilo distinto.

Herança histórica

(Fonte: Associated Press/Divulgação)(Fonte: Associated Press/Divulgação)

Segundo o Ministério da Cultura do Peru, existem mais de 400 huacas — ou lugares sagrados — espalhados por Lima, tornando a cidade um foco de descobertas arqueológicas. Isso também é um exemplo claro da história do país e das diversas culturas que ali residiram no passado. Segundo especialistas, diversos desses espaços sagrados já estavam em ruínas quando foram reutilizados como espaços funerários.

Outro ponto importante a se destacar é que, embora os sacrifícios humanos fossem comuns nas culturas pré-hispânicas da região, cada uma dessas descobertas recentes é um indicativo de enterros normais. Atualmente, outro projeto arqueológico em alta no Peru se chama "Garagay", que se concentra em um templo pré-inca de 3,5 mil anos na região norte da capital.

Infelizmente, esse templo não foi mantido em boas condições, o que fez com que os pesquisadores tivessem que passar meses limpando o morro de cerca de oito toneladas de lixo acumulado na região. Como consequência, esses extensos locais urbanos às vezes acabam ocupando os limites das huacas, sufocando ou isolando um pedaço histórico importante. Ainda assim, tudo indica que o território peruano continua escondendo uma parte relevante da história da humanidade que está esperando para ser revelada. 


Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.