Seja o primeiro a compartilhar

Esses 8 sinais apontam sua verdadeira idade biológica, segundo especialistas

Embora todos estejam cientes da idade cronológica, existem características que evidenciam o envelhecimento do corpo. A pele, como o maior órgão visível, manifesta de forma clara esses sinais.

Contudo, embora seja mais evidente, não é só a pele que indica que estamos envelhecendo. Conheça oito indícios que revelam as transformações associadas ao envelhecimento em diferentes partes do corpo.

1. Cérebro

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

O envelhecimento cerebral é um processo que inclui redução do tamanho, diminuição do fluxo sanguíneo e declínio cognitivo. Traumas, má circulação, hábitos prejudiciais e estresse crônico contribuem para essas mudanças no cérebro.

Adotar hábitos saudáveis, como sono de qualidade, exercícios cerebrais e dieta equilibrada, pode neutralizar riscos, promovendo regeneração neuronal e suporte nutricional.

2. Olhos

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

O envelhecimento ocular é evidenciado por cataratas, degeneração macular e dificuldade de foco próximo. Embora seja resultado do desgaste natural dos olhos ao longo do tempo, algumas medidas preventivas podem preservar a saúde ocular durante o processo de envelhecimento, garantindo uma melhor qualidade visual.

Entre as principais delas podemos citar o uso de óculos escuros para proteção contra a radiação UV, uma dieta rica em vegetais de folhas verdes e visitas regulares ao oftalmologista.

3. Audição

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

A presbiacusia é uma perda auditiva comum em adultos acima de 65 anos. Exames auditivos regulares são cruciais para detectar precocemente sinais dessa condição, enquanto a prevenção da exposição a ruídos altos e o uso de protetores auriculares são práticas essenciais.

Consultar um fonoaudiólogo ao primeiro sinal de dificuldade auditiva possibilita a implementação de estratégias precocemente, preservando a qualidade da audição.

4. Coração

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

O descontrole da pressão arterial e uma dieta inadequada aceleram o envelhecimento cardiovascular, aumentando o risco de condições como ataques cardíacos.

Adotar um estilo de vida saudável, incluindo a prática de exercícios regulares e uma dieta equilibrada, reduz significativamente a idade do coração e previne problemas cardiovasculares a longo prazo.

5. Sistema digestivo

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

Embora beneficiado pela regeneração celular, o sistema digestivo também enfrenta impactos do tempo, resultando em mudanças na motilidade e saúde gastrointestinal. A perda de vilosidades e cristas pode aumentar o risco de diverticulite, prisão de ventre crônica e diarreia.

Estratégias proativas, como dieta rica em fibras, exercícios, sono de qualidade e controle de estresse, são essenciais para preservar a saúde digestiva.

6. Sistema reprodutor

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

O envelhecimento do sistema reprodutor traz mudanças hormonais e nos tecidos, afetando sua funcionalidade. A diminuição de estrogênio, progesterona e testosterona resulta em sintomas como irregularidades menstruais, atrofia vaginal e diminuição da libido. A elasticidade reduzida dos ligamentos pode até causar prolapso dos órgãos pélvicos.

Visitas regulares ao ginecologista, exames e hábitos saudáveis são essenciais para manter a saúde reprodutiva.

7. Articulações

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

O envelhecimento nas articulações é caracterizado pela perda gradual de cartilagem, essencial para proteger as extremidades ósseas, associada à osteoartrite em idades avançadas

Exercícios moderados fortalecem os músculos ao redor das articulações, oferecendo suporte e aliviando a carga. Manter um peso saudável é vital, pois o excesso de peso aumenta o estresse nas articulações, contribuindo para o desgaste prematuro.

8. Pés

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

O envelhecimento dos pés envolve desgaste de ligamentos e tendões, afetando o arco e resultando em mudanças no comprimento ou largura, agravadas pelo ganho de peso.

Ajustes regulares nos sapatos são cruciais, escolhendo aqueles mais adequados para suporte e conforto. Essas medidas ajudam a minimizar desconfortos e prevenir problemas como calosidades.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.