Seja o primeiro a compartilhar

De que são feitos os nossos olhos?

Os olhos estão entre os órgãos mais importantes do nosso corpo. Eles são uma das principais portas de acesso para percebermos o mundo ao nosso redor, mas também servem para expressar as nossas emoções. Mais recentemente, com o surgimento da tecnologia de biometria, eles começaram a ser usados para entrar em certos espaços.

Mas como será a constituição deste órgão incrível?

Como é a estrutura do olho?

(Fonte: GettyImages)(Fonte: GettyImages)

Segundo o oftalmologista Parwez Hossain, da Universidade de Southampton, no Reino Unido, o olho tem estruturas que lembram uma câmera. “Você tem o sistema óptico frontal, que consiste na córnea e no cristalino, e a área fotossensível, chamada de retina", explica.

A córnea é aquela parte lisa e superficial do olho, que cobre o cristalino. É nessa estrutura que se concentra a maior parte da luz que atinge nossa retina, localizada na parte posterior do olho. A córnea é coberta por colágeno, que fica disposto em um padrão regular para que a luz possa atravessar o olho.

Atrás dela, está localizada uma lente que foca o restante da luz. Ela é composta por proteínas transparentes, que são flexíveis, tornando possível que consigamos ver tanto objetos próximos quanto distantes. Para Hossain, a retina é como se fosse um filme fotográfico, composto por 10 camadas de células nervosas que reagem à luz. Já a pupila funciona como se fosse o diafragma de uma máquina fotográfica: ela se abre e se fecha controlando a entrada de luz de acordo com o ambiente. 

Outras estruturas aparecem, como a conjuntiva, uma membrana fina e transparente que reveste o interior da pálpebra, e a íris, a parte colorida do olho, que muda de tonalidade para cada pessoa segundo a quantidade de melanina. A íris é composta por um músculo que vai controlar o tamanho da pupila, que é aquela mancha preta bem no centro dela.

O que acontece quando envelhecemos?

(Fonte: GettyImages)(Fonte: GettyImages)

Assim como os outros órgãos do corpo, os olhos também envelhecem. Sua estrutura vai mudando à medida que o tempo passa. Uma das partes mais atingidas são as lentes. 

“À medida que envelhecemos, a lente endurece e perde a capacidade de mudar de forma durante a focagem e, na meia-idade, esta perda da capacidade significa que precisamos de óculos de leitura para focagem mais próxima”, informa o professor de ciência visual clínica John Lawrenson, em entrevista ao portal Live Science.

É por isso que muita gente precisa trocar o cristalino quando o tempo avança, configurando a lesão chamada de catarata. Ela ocorre quando essa parte do olho desenvolve regiões turvas. Embora ela possa ser congênita, a catarata é mais comum em pessoas a partir dos 50 anos, e pode ser associada a outros fatores, como rubéola, toxoplasmose e diabetes.

"Como as células do cristalino e as células da retina não se renovam, o cristalino e a retina são mais suscetíveis a danos com a idade. A exposição à luz ultravioleta e aos altos níveis de oxigênio nos olhos criam condições que podem levar a danos celulares”, afirma o doutor John Lawrenson.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.