7 estudos que deixarão o seu dia mais triste
130
Compartilhamentos

7 estudos que deixarão o seu dia mais triste

Último Vídeo

O mundo moderno tem nos presenteado com tanta tecnologia que, às vezes, o bom mesmo é pensar que vivemos em um lugar dos sonhos. Mas nem tudo é assim tão simples. Da mesma maneira que a tecnologia nos ajuda, alguns outros fatores ficam em desvantagem e aí está o grande problema: criamos vilões de mãos dadas com nossos super-heróis favoritos.

1 – Nada de dividir a cama com seu animal de estimação!

Fonte da imagem: Pixabay

Apesar de ser um gesto fofo, dividir a cama com seu gato ou cachorro pode não ser tão bom assim. De acordo com estudo publicado em 2011, dormir com o seu animalzinho de estimação pode favorecer o transporte de bactérias responsáveis por algumas doenças chatas como meningite, amarelão e verminoses. O mesmo pode acontecer com quem costuma beijar seus animais. Manter seus animaizinhos vacinados e levá-los ao veterinário com frequência pode reduzir os riscos.

2 – Chega de comer massa crua!

Fonte da imagem: Pixabay

Esse é outro hábito bastante comum, especialmente entre as crianças que cismam em raspar a forma de massa de bolo. O problema está na Salmonella, aquela bactéria vilã encontrada em ovos crus. O que pouca gente sabe é que o ovo cru não está sozinho no caminho do mal; ele parece vir acompanhado, em alguns casos, da farinha de trigo, que também não deve ser comida crua. Guarde a colher e encha a tigela de água. Está proibido comer o que sobrou da massa do bolo.

3 – Exercícios parecem não ajudar tanto assim na perda de peso.

Fonte da imagem: Pixabay

Parece mentira, mas é o que afirmam duas pesquisas realizadas recentemente. De acordo com os estudos, o que comanda mesmo a perda ou o ganho de peso é o metabolismo e ele é diferente de pessoa para pessoa. Esse estudo mostra também que o funcionamento do metabolismo costuma diminuir conforme o corpo perde peso, desacelerando o processo de emagrecimento.

A conclusão é a de que comer menos é mais eficiente do que praticar exercícios quando o assunto é perder os quilinhos extras. De qualquer forma é sempre bom lembrar que a prática regular de atividades físicas é recomendada para muitos outros fatores de saúde além da perda de peso. Portanto, nada de cancelar a academia!

4 – Celulares devem ficar desligados à noite

Fonte da imagem: Shutterstock

Ou pelo menos você deve evitar usá-los quando já está deitado. Isso tudo porque pesquisadores acreditam que a exposição excessiva à luz de celulares pode aumentar o risco de câncer de mama, depressão e obesidade. De acordo com a Associação Médica Americana, a alta exposição à luz artificial desregula o funcionamento do corpo humano e suprime o hormônio melatonina, responsável pelo sono.

5 – Bronzeamento artificial vicia

Fonte da imagem: Shutterstock

Outro estudo maluco descobriu que pessoas acostumadas a fazer bronzeamento artificial apresentam a mesma alteração nos centros cerebrais de recompensa que ocorre com quem é viciado em algum tipo de droga. Os pesquisadores aconselham usar spray bronzeadores, uma forma mais segura de manter a coloração tropical na sua pele.

6 – Adeus, Bob Esponja

Fonte da imagem: Reprodução/Nicklovers

Parece que o nosso amigo do fundo do oceano é responsável por uma alteração comportamental em crianças de até quatro anos de idade. A melhor opção de desenhos animados para os pequeninos é a série Caillou. Segundo pesquisa publicada no jornal americano Pediatrics, nove minutos diante do Bob Esponja afetam as habilidades de aprendizagem, autocontrole e comportamento em crianças nessa faixa etária.

7 – Bebidas açucaradas causam aumento de peso

Fonte da imagem: Pixabay

Parece óbvio, mas é importante que isso seja dito, principalmente porque muitas pessoas acreditam que comprar aquele suco “natural” de caixinha vai ser um bom investimento. Não vai. Tanto sucos quanto refrigerantes contêm muito açúcar em sua fórmula. Um estudo publicado no Jornal de Medicina de Nova Inglaterra comprova que mesmo quem consome quantidades pequenas pode ganhar peso. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.