Pesquisa afirma que homens solteiros raramente lavam seus lençóis. Será?
469
Compartilhamentos

Pesquisa afirma que homens solteiros raramente lavam seus lençóis. Será?

Último Vídeo

Homens de plantão, se vocês forem solteiros, por favor, nos ajudem com essa dúvida cruel: é verdade que vocês não costumam trocar os lençóis de suas camas com frequência? Recentemente, a revista Time publicou o resultado de uma pesquisa relativamente bizarra, que sugere que os homens solteiros são as pessoas que menos trocam os lençóis de suas camas.

O levantamento foi feito pela marca de colchões Ergoflex, no Reino Unido, e revelou que homens solteiros tendem a trocar os lençóis de suas camas uma vez a cada três meses, o que resume a quatro trocas por ano.

Comparações

Fonte da imagem: Reprodução/Super

Enquanto isso, as mulheres solteiras afirmam trocar de lençol a cada 2,5 semanas. Casais trocam de lençóis a cada duas semanas – em 81% dos casos, quando o assunto é “vida de casal”, quem lava as peças são as mulheres.

A pesquisa revelou também que homens costumam ter apenas um lençol quando vão morar sozinhos, já as mulheres possuem pelo menos três conjuntos de roupas de cama. O levantamento descobriu outro fator importante quando o assunto é o cuidado com a própria cama: entre os solteirões que dizem lavar seus lençóis a cada três meses, 55% tinha entre 18 e 25 anos.

Já os mais limpinhos, que lavam seus lençóis pelo menos uma vez por semana, estão no grupo etário entre 35 e 50 anos – mulheres correspondem a 62% das respostas aqui. Para chegar a esses resultados, foram entrevistadas 2.004 pessoas.

Higiene básica

Fonte da imagem: Reprodução/Prevention

Os responsáveis pela pesquisa se disseram preocupados com a higiene básica das pessoas. Se você está se perguntando o que é ideal, siga a dica do especialista em microbiologia química de Nova York, Philip M. Tierno Jr, que recomenda lavar as roupas de cama – lençóis, fronhas e afins – pelo menos uma vez por semana. Isso vai prevenir problemas respiratórios e reduzir seu contato com restos de pele morta, cabelos, pelos, secreções diversas e, claro, o número imenso de bactérias que essas substâncias costumam atrair.

Essas coisinhas nojentas servem sempre de comida para os ácaros, que adoram camas, colchões, travesseiros e cobertores. Então é melhor não deixar o ambiente convidativo a essas criaturinhas, não é mesmo? E aí, há quanto tempo você está sem trocar de lençol?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.